UOL Esporte Atletismo
 
12/06/2010 - 13h54

Correr rápido demais pode ser a causa de lesões de Tyson Gay

Do UOL Esporte
Em Belo Horizonte

O velocista norte-americano americano Tyson Gay foi avisado pelo seu médico de que as lesões que vêm sofrendo nos últimos meses estão sendo causadas por correr muito rápido. A informação foi veiculada pela BBC Sport.

“Eu me consultei com um especialista em nutrição nesta semana. Ele disse que eu estou correndo rápido demais para o meu corpo”, disse o velocista. "Não há nenhuma razão para aos 27 anos de idade estar me contundindo a cada ano", acrescentou.

Gay tem sido assolado por lesões desde os Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008. Neste final de semana, ele vai perder a quinta etapa da Diamond League, em Nova York, com uma lesão num tendão. O velocista sofreu a contusão ao competir nos 200m rasos em linha reta no mês passado, nos Jogos de Manchester.

Ele consultou o médico alemão alemão Hans Muller-Wohlfarth, que também trabalha com o jamaicano Usain Bolt. Porém, Gay procura agora por formas de conter as lesões recentes.

“É algo em que eu poderia ter uma deficiência e o especialista em nutrição quer descobrir o problema e por qual razão que meus músculos não podem lidar comigo correr tão rápido”, explicou.

Tyson Gay espera que uma melhor alimentação diminua as lesões que lhe têm causado tanta frustração. "Ele vai realmente dar uma olhada no meu corpo e me fazer comer melhor, fazendo o possível para meu corpo ser capaz de lidar com as velocidades de execução. Eu posso dizer que nas últimas semanas eu estive mentalmente esgotado, cansado e frustrado por ter me machucado quase todos os anos e não é divertido”, observou.

O norte-americano mais rápido de todos os tempos ainda acredita que pode quebrar o recorde mundial de Usain Bolt nos 100m rasos, de 9,58 segundos. Entretanto, ele ressalta que o jamaicano deve estar na prova.

“No final do dia, se eu quebrar o recorde mundial sem Bolt nele, todo mundo vai dizer: ‘Tyson Gay bateu o recorde mundial de Usain Bolt, mas ele não estava na corrida’”, destacou.

Tyson Gay fez o tempo de 9,71 segundos na final do Mundial de Berlim, no ano passado. Ele quer agora chegar a marca de 9,5 nos 100m rasos. “Acho que posso. Esse é o meu objetivo, e eu não vou parar até eu ser capaz de alcançá-lo”, disse.

Gay conquistou o ouro nos 100m, 200m e revezamento 4x100m no Campeonato Mundial de 2007, e prata nos 100m no Campeonato Mundial de 2009. Ele também é o detentor do recorde americano de 100m, com tempo de 9,69 segundos.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host