UOL Esporte Atletismo
 
16/06/2010 - 10h53

Tyson Gay diz que é hora de se impor contra Bolt ou se calar

Das agências internacionais
Em Nova Iorque (EUA)

O velocista norte-americano Tyson Gay não mediu suas palavras enquanto passeava quase anonimamente pelas ruas de Nova York e afirmou que está na hora dele vencer o jamaicano Usain Bolt.

"É tempo de Tyson Gay impor-se ou calar-se”, disse o atleta para a Reuters. Casualmente vestido com uma camiseta branca e um calção azul claro para uma entrevista coletiva, o atleta foi sério ao dizer sobre o seu planejamento no estilo David contra Golias.

Para sua própria paz de espírito, Gay precisa encontrar alguma maneira de derrotar Usain Bolt, campeão olímpico e mundial, que tem grande altura e passadas largas e aparentemente ganha na vontade.

"Às vezes, eu fico falando que posso vencê-lo", disse Gay. "Depois de algum tempo eu tenho que fazer isso ou me calar. Eu nunca vou dizer que não posso vencê-lo porque no meu coração eu acredito que eu posso ", completou o segundo homem mais rápido do mundo.

Os recordes pessoais dos dois atletas têm mais de um décimo de segundo de diferença. Gay tem a marca de 9s69 enquanto Bolt possui o recorde mundial com 9s58. “Mas ele não correu 9s5 em cada corrida”, se defendeu o norte-americano.

Pelo terceiro ano consecutivo sua luta para vencer Bolt está sendo prejudicado por um problema na perna ou na virilha. Uma velha lesão nas costas sentida por Gay após os 200 metros em Manchester, em maio, é a provável culpada.

A sua condição, que os médicos dizem não ser uma lesão, o tirou do treinamento por uma semana para o Grand Prix de sábado, que faz parte da Liga de Diamante. Ele pretende competir nos 200 metros, na etapa de Oregon da Liga de Diamantes, no dia 03 de julho.

Bolt também ficou fora da pista com uma dor no tendão calcâneo, também conhecido como tendão de Aquiles. Ele estava programado para começar a treinar normalmente nesta semana. "É claro que eu quero vencê-lo", disse Gay, que com 27 anos é quatro anos mais velho que Bolt. "Eu não sei se é uma questão de me sentir mal. É mais querer fazer o melhor que eu posso fazer. Ele é o melhor agora e eu quero ser o melhor", destacou Gay.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host