UOL Esporte Atletismo
 
16/07/2010 - 12h33

Tribunal mantém medalhas de companheiras de Marion Jones em Sydney-2000

Das agências internacionais
Em Genebra e Lausanne (Suíça)
  • Estrela dos Jogos Olímpicos de Sydney, em 2000, Marion Jones perdeu todas as medalhas que conquistou depois de admitir ter usado substâncias para melhorar seu desempenho. Colegas de revezamento receberão suas medalhas de volta.

    Estrela dos Jogos Olímpicos de Sydney, em 2000, Marion Jones perdeu todas as medalhas que conquistou depois de admitir ter usado substâncias para melhorar seu desempenho. Colegas de revezamento receberão suas medalhas de volta.

O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) decidiu nesta sexta-feira manter as medalhas de ouro das sete atletas norte-americanas que haviam disputado provas de revezamento dos Jogos Olímpicos de Sydney-2000 com Marion Jones, condenada por doping.

“O Tribunal Arbitral do Esporte decidiu que as equipes dos Estados Unidos que competiram nos revezamentos femininos 4x100m e 4x400m nos Jogos Olímpicos de Sydney não devem ser desqualificadas e suas medalhas e diplomas não devem ser devolvidos ao COI”, declarou a entidade por meio de nota oficial.

O TAS disse também que as regras do atletismo em 2000 não diziam que as equipes seriam afetadas em caso de doping de um dos integrantes. “O corpo sabe que a decisão desse caso talvez seja injusta para as outras equipes que participaram do revezamento sem atletas dopados para ajudar no rendimento”, diz a nota. "Mas isso depende das regras dispostas ou não pelo COI e IAAF na época dos Jogos Olímpicos de Sydney."

As atletas envolvidas no caso são Andrea Anderson, Latasha Colander Clark, Jearl Miles-Clark, Torri Edwards, Chryste Gaines, Monique Hennagan e Passion Richardson. As corredoras apelaram ao TAS após decisão da Comissão Executiva do Comitê Olímpico Internacional de retirar as medalhas, logo que o doping de Marion Jones foi confirmado.

"Como resultado, o corpo de jurados, por unanimidade, e baseando-se nas regras aplicadas no momento dos Jogos de Sydney pelo COI e pela IAAF, assinala que a decisão do Comitê Executivo do COI de 10 de abril de 2008 é incorreta e deve ser revista", finalizou.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host