Maurren mostra nervosismo, queima saltos e termina em 11º; Murer vai à final

Do UOL Esporte

Em São Paulo

  • REUTERS/Max Rossi

    Maurren Maggi realiza salto na prova deste domingo em Daegu, na Coreia do Sul

    Maurren Maggi realiza salto na prova deste domingo em Daegu, na Coreia do Sul

Maurren Maggi ficou fora da briga por medalha no Mundial de atletismo de Daegu, na Coreia do Sul, logo no primeiro corte. A brasileira chegou à final com a melhor marca das eliminatórias, mas demonstrou nervosismo na prova decisiva e terminou na 11ª colocação. Neste domingo, ela queimou duas tentativas e na única válida alcançou apenas 6,17 m.

O ouro ficou com a norte-americana Brittney Reese, com salto de 6,82 m obtido na primeira tentativa. A russa Olga Kucherenko (6,77 m) e Ineta Radevica (6,76 m), da Letônia, completaram o pódio com a prata e o bronze, respectivamente.

Maurren foi à final credenciada pela melhor marca das eliminatórias (6,86 m). E, se a brasileira repetisse o desempenho, levaria o ouro. Mas a atual campeã olímpica na prova queimou suas duas primeiras tentativas. No terceiro, não conseguiu imprimir boa velocidade, saltou distante da linha máxima permitida e cravou apenas 6,17 m.

Para se ter uma ideia, a melhor marca do ano de Maurren foi obtida no GP de atletismo disputado no Ibirapuera, com 6,89 m. Seu recorde pessoal no salto em distância é de 7,26 m, feito em 1999.

"Foi um salto grande. Salto queimado não vale. Depois não adianta correr atrás do prejuízo. Vou contar com uma medalha a menos no meu currículo", disse emocionada ao canal Sportv. Mesmo com a decepção Maurren não escondia que sua prioridade não era o Mundial de Daegu e sim os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em outubro.

FABIANA MURER CHEGA À FINAL DO SALTO COM VARA EM SEM 'ESFORÇO'

Uma única tentativa foi suficiente para garantir Fabiana Murer na final do salto com vara no Mundial de Daegu, na Coreia do Sul. A brasileira foi direto para os 4,55 m e na primeira oportunidade obteve êxito. Somente a recordista mundial Yelena Isinbayeva fez o mesmo roteiro. "Até agora, tudo está saindo conforme o planejado", disse Fabiana após a classificação. "Um salto foi suficiente para classificar. Na final, vou buscar uma boa marca. Acho que 4,80 m vai dar medalha e vou tentar saltar mais que isso", disse ela que entra na briga por pódio a partir das 7h05 (horário de Brasília) de terça-feira.

BOLT QUEIMA LARGADA NA FINAL DOS 100 M E PERDE CHANCE DE OBTER BI

Usain Bolt defendia o título mundial nos 100 m rasos e era favoritíssimo. Seus principais adversários não disputam o Mundial de Daegu, na Coreia do Sul. Mas o jamaicano frustrou os torcedores presentes. Na manhã deste domingo, o showman fez sua habitual graça, mostrou o visual com cavanhaque e cabelos mais compridos e levou o público ao delírio. Minutos depois, provocou imensa decepção. O recordista mundial queimou a largada e foi desclassificado da final. Leia mais

Bolt rebate 'apelo' por choro, se cala e Iaaf defende regra de saídas falsas

Veja também



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos