Esporte

CAS define punição de quatro anos a brasileiros envolvidos em escândalo de doping no atletismo

Juca Varella/FI
O técnico Jayme Netto foi afastado do atletismo pela ligação com o caso de doping da Rede Atletismo Imagem: Juca Varella/FI

Do UOL, em São Paulo

23/04/2012 18h09

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) comunicou nesta segunda-feira a decisão final do processo contra os treinadores Jayme Netto Junior e Inaldo Justino de Sena em função de um escândalo de doping.

A corte manteve a decisão da Comissão Disciplinar Nacional do Atletismo, tomada no mesmo processo em 11 de março de 2010, de suspender os dois treinadores por quatro anos, contando a partir de 11 de março de 2010.

A partir do segundo semestre de 2014, eles poderão voltar à ativa.

Atletas da equipe Rede Atletismo, dos dois treinadores, foram flagrados no Mundial de Berlim, em 2009. Todos foram suspensos por dois anos pela presença do hormônio EPO (Hormônio sintético de Eritropoietina).

A Comissão Disciplinar da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) deu aos dois 4 anos de suspensão. O passo seguinte foi ter o caso julgado pelo Superior Trinunal de Justiça Desportiva (“STJD”) da própria CBAt.

O STJD ampliou a punição de ambos os treinadores, decidindo pelo "banimento do esporte". Isto é, não poderiam mais atuar como técnicos de atletismo, ou de qualquer outra modalidade.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo