42km na Grande Muralha: dor e desafio em 5 mil degraus em maratona na China

Do UOL, em São Paulo

Os 42.195 metros da maratona já representam um grande desafio físico e mental para qualquer atleta, amador ou profissional. Mas se essa distância for feita na Muralha da China, ao longo de 5 mil degraus entre subidas e descidas, a corrida se torna algo heroico. E é isso que atrai mais de duas mil pessoas por ano à Maratona da Grande Muralha, uma das provas mais exóticas do mundo.

A corrida acontece anualmente no terceiro domingo de maio. A edição de 2017, inclusive, já está confirmada para o dia 20 de maio. Nesse dia, centenas de pessoas vão encarar sensações bastante distintas, como descrevem alguns participantes dessa maratona.

"Apesar da dor no trecho de volta, eu me peguei olhando ao redor e sorrindo", publicou um deles no site da prova. "Correr pela Grande Muralha é a coisa mais bonita do mundo. É cruelmente difícil, mas você vai amar cada minuto", escreveu um inglês.

E a parte do "cruelmente difícil" explica-se facilmente. Somando as duas passagens pela muralha depois dos trechos que atravessam pequenas vilas chinesas, o corredor que faz a maratona corre por exatos 5.164 degraus.

Correr, neste caso, é uma figura de linguagem, já que em diversos trechos correr não é uma opção. A altura dos degraus, as escadarias sem fim e os lugares onde um estreito corredor é formado fazem da caminhada uma alternativa quase obrigatória.

Perto dos 35km de prova, por exemplo, uma íngreme subida na muralha faz com que muitos competidores engatinhem, escalando o "paredão".

Mesmo assim, na edição deste ano, o chinês Jason Shen completou a maratona em 3h30min49, num forte ritmo médio de quase 5min/km. Muitos inscritos não conseguem terminar a prova dentro do limite de 8h definido pela organização. Mas outros tantos atingem o objetivo, mesmo que para isso engatinhem em alguns momentos.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos