Rússia perde medalha de prata no atletismo de Londres-2012 por doping

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/David Gray

    Antonina Krivoshapka durante a Olimpíada de Londres; uso de turinabol

    Antonina Krivoshapka durante a Olimpíada de Londres; uso de turinabol

A Rússia perdeu a sua medalha de prata no revezamento 4 x 400 m feminino da Olimpíada de Londres depois que a velocista Antonina Krivoshapka foi pega no exame antidoping pelo uso do esteroide anabolozante turinabol após reanalise das amostras colhidas no evento.

Com a decisão anunciada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) nesta quarta-feira, é esperado que Jamaica e Ucrânia fiquem com as medalhas de prata e bronze, respectivamente. Os Estados Unidos ficaram com o ouro da prova.
 
Krivoshapka não compete desde 2013, o mesmo ano que ganhou o bronze no Mundial de Moscou. Na prova de 4 x 400 m de Londres-2012, ela competiu ao lado de Yulia Gushchina, Tatyana Firova e Natalya Antyukh, que também perdem a medalha.
 
A atleta russa Vera Ganeeva, do lançamento de disco, e o boxeador turco Adem Kilicci também tiveram exames antidoping positivos verificados neste leva de reanálises e foram desclassificados. A substância encontrada foi a mesma de  Krivoshapka: turinabol.

Ganeeva terminou na 23ª posição no lançamento de disco. Kilicci tinha obtido o quinto lugar no peso-médio (até 75kg), mesma categoria do brasileiro Esquiva Falcão, que ficou com a prata após perder na decisão para o japonês Ryota Murata. 

Veja também



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos