Ex-ministro da Rússia diz que técnicos não sabem trabalhar sem doping

Do UOL, em São Paulo

  • VASILY MAXIMOV/AFP

O ex-ministro de Esporte da Rússia e homem-forte da Copa do Mundo de Futebol de 2018 Vitaly Mutko afirmou que vários técnicos russos  de atletismo se especializaram na dopagem de atletas e têm dificuldades de executar o trabalho sem violar as regras. 

"Houve muitos abusos e violações. Atletas quebraram as regras e muitos treinadores não entenderam como trabalhar sem doping. Então, é hora de se aposentarem", disse Mutko à agência de notícias estatal R-Sport.

"Mas no último ano um trabalho colossal foi feito para combater esta prática", disse Mutko, que também é vice premier da Rússia.

As declarações são dadas um dia após a Associação das Federações Internacionais de Atletismo (IAAF) anunciar que a Rússia segue suspensa em virtude do escândalo de doping que explodiu em 2015 e não poderá competir como um país o Mundial que será realizado em Londres, em agosto. Atletas russos poderão competir de maneira neutra.

"Eles (IAAF) nos disseram: 'Vocês fizeram um ótimo trabalho, mas ainda há muito a ser feito (para frear a doping russo). Isso acontece quando não há critérios claros, regras claras", completou Mutko.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos