Topo

Basquete

Cinco casos estranhos que tornaram a temporada da NBA inesquecível

Do UOL, em São Paulo

12/04/2018 04h00

Encerrada nessa quarta-feira (11), a temporada regular da NBA teve os atrativos de sempre: os melhores jogadores de basquete do mundo, se enfrentando em grandes partidas, e times brigando por posição até a última rodada. Mas também teve algumas bizarrices até então inéditas na liga profissional americana da modalidade. Relembre cinco delas a seguir:

  • Abbie Parr/Getty Images/AFP

    Ataque de sopa no técnico

    No começo de março, JR Smith foi suspenso por um jogo por indisciplina pelo Cleveland Cavaliers, franquia que defende desde 2015. De acordo com reportagem da emissora americana ?ESPN?, o motivo é muito inusitado: irritado durante discussão com o assistente técnico Damon Jones, o ala-armador teria atirado uma tigela de sopa no profissional. A situação foi aparentemente contornada, e o jogador rapidamente assumiu de novo o cargo de titular. Mas nenhum dos dois se pronunciou publicamente sobre o tema.

  • Jonathan Daniel/Getty Images

    Soco na cara do colega

    Nikola Mirotic começou a temporada no departamento médico do Chicago Bulls. Isso porque o sérvio se envolveu em confusão com o também ala-pivô Bobby Portis, seu colega de equipe, durante treino e levou um soco na cara, sofrendo múltiplas faturas faciais. Recuperado, o chegou a jogar junto com o companheiro, mas os dois ficaram sem conversar até que o europeu acabou trocado para o New Orleans Pelicans.

  • Bill Streicher/USA TODAY Sports

    Ele esqueceu como arremessa

    Selecionado na primeira escolha do Draft que antecedeu a temporada, Markelle Fultz tinha tudo para ser mais um ativo do jovem e promissor elenco do Philadelphia 76ers. No entanto, trocou a mecânica de arremesso em experiência desastrosa que culminou até em lesões no ombro direito. Em treinos abertos, o armador era visto treinando arremessos sozinho e nem sequer acertava o aro. Se recuperou na reta final da temporada e chegou a entrar em quadra, disputando os últimos 14 jogos da equipe.

  • Evan Vucci/AP

    Guerra contra o presidente

    A temporada marcou uma declaração de guerra de astros da NBA contra Donald Trump. Geralmente, os atuais campeões visitam a Casa Branca quando visitam o Washington Wizards na temporada seguinte. Mas o Golden State Warriors preferiu visitar uma instituição local. A polêmica gerada fez até com que LeBron James, que enfrentou os californianos nas três últimas finais, ofendesse o presidente dos Estados Unidos publicamente.

  • Ezra Shaw/AFP

    Vazou DM

    Com andadas cada vez mais comuns na NBA, Steve Kerr, técnico do Golden State Warriors, respondeu a um vídeo da conta da liga no Twitter que mostrava lance de James Harden, astro Houston Rockets. "Vergonhoso. Acho que a liga está tão feliz com as cestas que incentiva coisas como essa". O problema é que ele postou publicamente ao invés de enviar como mensagem privada para seu assistente, o que ele alega que era a intenção. Curiosamente, as duas equipes se classificaram como as duas melhores do Oeste e podem se enfrentar na final de conferência.