UOL Esporte Basquete

Os adversários da seleção brasileira no Mundial da Turquia

O campeonato mundial de basquete começa neste sábado, na Turquia. O Brasil está no grupo B, juntamente com as seleções de Irã, Tunísia, Estados Unidos, Eslovênia e Croácia.

Em seis dias, serão cinco confrontos que definirão a posição do Brasil nas oitavas de final ou a eliminação do campeonato. Confira neste Top 5 as características de cada um dos adversários da seleção de Rubén Magnano na primeira fase da competição.

Irã - Sábado, 28 de agosto

Fiba Asia/Divulgação

O Brasil não poderia ter melhor adversário em seu primeiro jogo no Mundial. Seleção tecnicamente fraca, o Irã ainda recebeu a má notícia de ter dois desfalques importantes nas vésperas da competição. A esperança reside nas mãos do gigante Hamed Haddadi, que com 2,17m e passagem discreta pelo Memphis Grizzles, da NBA, deverá ser o jogador a dar mais trabalho para os pivôs brasileiros.

Irã perde dois cestinhas para competição


Tunísia - Domingo, 29 de agosto

Fiba África/Divulgação

Não bastasse enfrentar na estreia uma candidata à eliminação na primeira fase, o Brasil encara na segunda partida um dos times mais fracos do Mundial: a Tunísia. O veterano Amine Rzig é quem faz as coisas acontecerem na equipe africana, mas não deve dar muito trabalho para a defesa brasileira. Por outro lado, contra uma equipe fraca, o desafio é conseguir uma boa margem de pontos na vitória.

Confira quem é quem neste Mundial


Estados Unidos - Segunda, dia 30 de agosto

AFP PHOTO/ ANGELOS TZORTZINIS

Mesmo sem suas maiores estrelas da NBA, os EUA mostraram em seus jogos preparatórios que não chegam à Turquia para distribuir autógrafos, mas sim ganhar a medalha de ouro. A estratégia do técnico Krzyzewski é simples: uma defesa sufocante sustentada ao longo de toda a partida pela rotação constante de seus jogadores. Como se não bastasse isso, Kevin Durant lidera uma equipe que, apesar de jovem, é talentosíssima.

Leia as notícias do torneio na Turquia


Eslovênia - Quarta, 01 de setembro

Ronald Martinez/Getty Images/AFP

Após um dia de descanso, o Brasil faz, teoricamente, as duas partidas mais importantes da 1ª fase contra times que devem brigar diretamente por uma boa posição no grupo. Os eslovenos não terão os grandalhões de outros torneios, como Erazem Lorbek e o pivô Rasho Nesterovic, mas seus alas e armadores devem assumir o controle do time. Goran Dragic era colega de Leandrinho no Phoenix Suns e se destacou pela precisão nos arremessos e como principal reserva de Steve Nash.

Conheça as arenas que receberão os jogos


Croácia - Quinta, 02 de setembro

Fiba Europa/Divulgação

Partindo do pressuposto que os EUA serão o primeiro do grupo, Croácia e Eslovênia são os adversários a serem batidos. Pela equipe balcânica, a precisão nos tiros de Marko Tomas e os 2,17m de altura do pivô Ante Tomic irão dar trabalho para a defesa de Rubén Magnano. Além disso, Marcelinho Huertas terá que correr atrás da dupla de armadores Roko Ukic e Zoran Planinic, o último um velho conhecido de Splitter nos tempos de Tau Ceramica.

Veja a tabela completa da competição


Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host