UOL Esporte Basquete
 
17/02/2010 - 13h56

Leandrinho pode trocar de time na NBA, janela de trocas termina na quinta

Do UOL Esporte
Em São Paulo

A volta de Leandrinho às quadras nos EUA ainda vai demorar. Mas, quando finalmente acontecer, ele pode defender um novo time na NBA. O prazo para trocas na liga norte-americana acaba nesta quinta-feira, às 18 horas (de Brasília), e o brasileiro é um dos muitos envolvidos em boatos nas últimas horas de negociação. O pivô Amare Stoudemire é o maior nome do fim da “janela de transferências” do basquete.

Cestinha dos Suns na temporada (média de 21,2 pontos), ele é cobiçado por Cleveland Cavaliers e Miami Heat. O Phoenix, porém, quer mandar o jogador para o Philadelphia 76ers - e é aí que o brasileiro (que se recupera de uma cirurgia no pulso e deve voltar a jogar em três semanas) entra. Confira essa e outras propostas (ou negócios já fechados) na reta final de trocas da NBA.

Leandrinho de saída?
Segundo o site ESPN.com, Leandrinho é a cereja no bolo na oferta do time do Arizona pela dupla dos Sixers Andre Iguodala e Samuel Dalembert. As outras ofertas seriam menos atrativas. Dos Cavs, os Suns receberiam o jovem ala JJ Hickson, o veterano Zydrunas Ilgaulskas (que está no último ano de seu contrato) e uma escolha do draft. Do Heat viriam o armador Daequan Cook, uma escolha no draft e três jogadores no último ano de contrato (Quentin Richardson, Dorell Wright e Mario Chalmers). A única oferta na mesa é dos Cavs e enquanto os Suns não decidem, emperram outros negócios, como a saída de Antawn Jamison dos Wizards ou de Corey Maguette dos Warriors.
McGrady de volta?
Outro que está perto de trocar de time é Tracy McGrady. O jogador brigou com o técnico do Houston Rockets, Rick Adelman, e virou item de liquidação. Os principais candidatos para o ala são o New York Knicks e o Chicago Bulls. Os Knicks oferecem Larry Hughes, Jared Jeffries e Jordan Hill – além de McGrady, Brian Cook e Joel Dorsey também teriam de ser envolvidos no negócio pelo Houston. Os Rockets querem, além do trio, uma escolha de draft que o time de Nova York não quer ceder. Com os Bulls, a troca envolveria Tyrus Thomas, Brad Miller e Jerome James por T-Mac e Cook.
Robinson nos Celtics?
Os Knicks, aliás, devem seguir no mercado. O time deve mandar, nas próximas horas, o armador Nate Robinson, tricampeão do torneio de enterradas do Jogo das Estrelas, para o Boston Celtics. Essa troca envolveria o reserva Eddie House ou uma escolha do draft, de Boston para Nova York. A complicação do negócio é a regra de trocas da NBA. Os valores de salário devem ser equivalentes, com tolerância de 25%. E o salário de Robinson, também por regra da liga, só vale 50% em uma troca. Isso quer dizer que o Boston só pode oferecer um atleta (ou escolha) que ganhe até US$ 2 milhões para ter o armador, que ganha US$ 4 milhões.
Reconstrução em Washington
Em Washington, os Wizards entraram em fase de reconstrução, após a suspensão de Gilbert Arenas (fora da temporada por porte de armas dentro do vestiário). No carnaval, o time mandou Caron Butler, Brendan Haywood e DeShawn Stevenson para os Mavs e recebeu Josh Howard, Drew Gooden, Quinton Ross e James Singleton. Agora, a equipe tenta mandar embora Antawn Jameson. Os Cavs estão interessados e poderiam ceder Shaquille O’Neal (em um negócio improvável que ainda envolveria Mike Miller) ou Ilgauskas (nessa troca, Jamario Moon seria incluído pelos Cavs) pelo ala.
Camby no Portland
Além da troca de Butler por Howard (os dois principais jogadores do negócio entre Mavs e Wizards), a NBA teve outra grande troca no feriadão: o pivô Marcus Camby foi para o Portland TrailBlazers para suprir os problemas dos Blazers no garrafão: só nesta temporada, o time perdeu seus sois principais pivôs, Greg Oden e Joel Przybilla, por lesão. Em troca, foram para os Clippers o armador Steve Blake e o ala Travis Outlaw.
Outros: O San Antonio está tentando trocar Richard Jefferson, mas o alto salário (US$ 14,2 mi) é um empecilho. Troy Murphy atrai mais atenção (Milwaukee, Denver, Cleveland), mas o Indiana pediu alto demais pelo pivô.
  • Fotos de Paul Buck/EFE, Tim Sharp/Reuters, AFP, AFP e AP

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host