UOL Esporte Basquete
 
18/03/2010 - 07h01

'Vestibular' para NBA, liga universitária dos EUA inicia fase decisiva

Do UOL Esporte
Em São Paulo

OBAMA DÁ PALPITES SOBRE A NCAA

  • Pete Souza/White House

    A fase nacional da NCAA chamou a atenção do mais célebre fã de basquete dos Estados Unidos. O presidente norte-americano Barack Obama diz que irá acompanhar as partidas e deu os seus palpites sobre quem será o campeão universitário.

    Obama acredita que a Universidade de Kansas confirmará o seu favoritismo e ficará com o título ao vencer a final contra Kentucky. Na opinião do presidente dos Estados Unidos, o brasileiro Jonathan Tavernari e a BYU passarão pela primeira rodada, mas serão eliminados em seguida pela Kansas State.

    Confira os palpites de Obama para a NCAA

Principal porta de entrada para a NBA, a liga universitária dos Estados Unidos (NCAA) inicia sua fase decisiva nesta quarta-feira, com a disputa do torneio nacional. A competição é considerada um ‘vestibular’ para a liga profissional, em que os atletas tem a chance de chamar a atenção das principais equipes do basquete norte-americano.

A fase nacional da NCAA é conhecida como "March Madness". Classificam-se para o torneio os 31 campeões de conferências, mais as oito melhores equipes de cada uma das quatro regiões dos Estados Unidos, somando 63 times.

Um 64º participante é selecionado no chamado “Jogo de Entrada”, duelo entre os dois melhores colocados do ranking da NCAA que ainda não estejam classificados para a fase nacional. Em 2010, o duelo foi realizado na última terça-feira e teve a vitória do Arkansas-Pine Bluff Golden Lions sobre o Winthrop Eagles por 61 a 44.

As 64 equipes envolvidas no “March Madness” são divididas em quatro regiões e disputam duelos mata-mata em jogo único. Os confrontos são definidos de acordo com a colocação dos times no ranking da NCAA. Os campeões de cada região disputam o Final Four, programado para ocorrer entre os dias 3 e 5 de abril, em Indianápolis.

Atual campeã, a Universidade da Carolina do Norte não conseguiu a classificação para o torneio nacional. A competição também não contará com outras tradicionais equipes do cenário universitário dos Estados Unidos, como UCLA, Indiana, Connecticut e Arizona.

Além do título universitário, está em jogo para os jovens atletas a oportunidade de conquistar o interesse das equipes da NBA. Alguns jogadores são apontados como nomes certos entre as primeiras escolhas do próximo draft. Outros, como o brasileiro Jonathan Tavernari, vivem a expectativa de um bom desempenho na fase decisiva da NCAA para chamar a atenção.

Quem quiser, pode acompanhar o torneio pela TV a cabo brasileira. A primeira rodada será disputada em dois dias (nesta quinta-feira, o jogo que abre o torneio é justamente BYU, do brasileiro Tavernari, contra Florida, às 13h20 de Brasília, que não passa na TV), nesta quinta-feira e na sexta. A ESPN transmite, na quinta, o jogo do favorito Kentucky contra East Tenessee, às 20h, e na sexta, Wofford x Wisconsin, às 15h30. A ESPN HD passa dois jogos (Marquette x Washington e New Mexico x Montana), a partir das 20h, nesta quinta e mais sete duelos na sexta, a partir de 11h.

CONFIRA OS DESTAQUES DA FASE NACIONAL DA NCAA

John Wall (Kentucky)
Considerado pela imprensa norte-americana como um misto de Jason Kidd e Derrick Rose, o armador é a principal aposta para ser o número 1 do próximo draft da NBA. Wall foi responsável pela campanha empolgante do Kentucky, que obteve 32 vitórias em 34 jogos. O jogador, porém, terá que conviver com a pressão de levar o favorito da região Leste ao Final Four.
Evan Turner (Ohio State)
Após séria lesão nas costas durante a temporada, o ala-armador voltou a jogar bem e tem mantido uma boa média de triple-doubles. Principal concorrente de Wall na briga pelo primeiro lugar no próximo draft da NBA, terá a missão de conduzir uma equipe que vem sofrendo com a perda de importantes jogadores nos últimos anos. Greg Oden, Kosta Koufos e Byron Mullens atuaram por apenas um ano em Ohio antes de jogar na liga profissional.
Sheron Collins e Cole Aldrich (Kansas)
Em um tempo em que os atletas estão preocupados em se transferir rapidamente para a NBA, a dupla tem se mostrado uma exceção. Cotado para ser uma das primeiras escolhas do draft passado, Aldrich preferiu permanecer no basquete universitário mais um ano para brigar pelo título da NCAA. Com a força de seus dois principais jogadores, o Kansas é favorito ao título.
Mike Krzyzewski (Duke)
O destaque de Duke está do lado de fora da quadra. Campeão olímpico com a seleção dos Estados Unidos, Mike Krzyzewski tenta recolocar a universidade de volta ao Final Four da NCAA após seis anos. Com seu trabalho questionado por causa dos maus resultados nos anos anteriores, “Coach K” tem a seu favor uma chave fácil pela frente durante o mata-mata.
Jonathan Tavernari (BYU)
Eleito o melhor sexto homem da Conferência Mountain West, Jonathan Tavernari tem sua chance final de chamar a atenção das equipes da NBA. Convocado pelo técnico Moncho Monsalve para a seleção masculina campeã da Copa América, o brasileiro quer dar sequência às boas atuações que tem tido em sua última temporada na NCAA. A BYU, porém, caiu em uma chave complicada e terá uma pedreira logo no primeiro jogo: a Universidade da Flórida, bicampeã em 2006 e 2007.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host