UOL Esporte Basquete
 
06/04/2010 - 11h20

Freguês, basquete brasileiro mede forças contra modelo argentino no novo Interligas

Do UOL Esporte
Em São Paulo
  • <strong>O TORNEIO INTERLIGAS <p>Grupo A (Brasília)<br></strong> <i>06/04 - terça-feira<br></i> 19h - Flamengo x Juventud Sionista<br> 21h - Brasília x Libertad Sunchales (SPORTV)</p> <p><i>07/04 - quarta-feira</i><br> 20h - Vencedor do Jogo 1 x Perdedor do Jogo 2<br> 22h - Vencedor do Jogo 2 x Perdedor do Jogo 1</p> <p><i>08/04 - quinta-feira</i><br> 20h - Perdedor do Jogo 1 x Perdedor do Jogo 2<br> 22h - Vencedor do Jogo 1 x Vencedor do Jogo 2</p>

    O TORNEIO INTERLIGAS

    Grupo A (Brasília)
    06/04 - terça-feira
    19h - Flamengo x Juventud Sionista
    21h - Brasília x Libertad Sunchales (SPORTV)

    07/04 - quarta-feira
    20h - Vencedor do Jogo 1 x Perdedor do Jogo 2
    22h - Vencedor do Jogo 2 x Perdedor do Jogo 1

    08/04 - quinta-feira
    20h - Perdedor do Jogo 1 x Perdedor do Jogo 2
    22h - Vencedor do Jogo 1 x Vencedor do Jogo 2

A ideia lembra o futebol. Torneio Rio-São Paulo, rivais fervorosos disputando um evento esportivo. No recém-criado Torneio Interligas, os protagonistas são os principais times de basquete de Brasil e Argentina - se classificaram os quatro primeiros colocados dos respectivos campeonatos nacionais. Em jogo, a freguesia brasileira, que perdeu todos os confrontos que fez contra os “hermanos” na temporada. O mais importante, porém, é o contato com a escola argentina, campeã olímpica e considerada um modelo para o Novo Basquete Brasil, que está em sua segunda edição.

“É legal essa aproximação. São os dois países que fazem o basquete de melhor qualidade”, elogia o ala Marcelinho, cestinha do Flamengo e principal jogador do NBB. Ele porém, não concorda com a época do torneio: ele é disputado enquanto os quatro primeiros colocados da primeira fase do Nacional folgam na primeira rodada dos playoffs. Os outros classificados do NBB disputam, ao mesmo tempo, os mata-matas da liga.

"Acho que é um torneio que tem tudo para dar certo, mas questiono um pouco as datas. Por mais que ficássemos parados, talvez descansar uma semana para entrar nos playoffs não seria de todo ruim. Talvez pudesse ser jogado em outra época”, completa o rubro negro.

Independentemente da polêmica, os brasileiros jogam para acabar com a freguesia na temporada, que é grande: brasileiros e argentinos se enfrentaram 10 vezes, com vitória dos hermanos em todos os confrontos. As equipes do país vizinho ainda dominaram os torneios continentais, com os títulos do Quimsa na Liga Sul-Americana e do Peñarol na Liga das Américas.

Nesta terça-feira, o Interligas começa em Brasília, com a disputa do Grupo A. Em quadra, os dois primeiros colocados do Nacional: Brasília e Flamengo. Os dois vão enfrentar o terceiro e o quarto colocados da Argentino, Juventud Sionista e Libertad Sunchales.

Os dois rivais verde-amarelos já venceram brasileiros na temporada. Na Liga Sul-Americano, o mesmo Sionista venceu Brasília e Minas (que está no Grupo B do Interligas). Já o Sunchales bateu o Minas duas vezes. O Flamengo, que jogou a competição, perdeu para o campeão Quimsa. Na Liga das Américas, os algozes foram, novamente, o Quimsa (Minas), Atenas de Córdoba (Minas), Obras Sanitárias (Joinville) e o campeão Peñarol (Brasília).

Para evitar novos vexames, os brasileiros já sabem como se preparar. Os principais jogadores dos hermanos são o armador Luís Cequeira (15 pontos, 4,4 assistências no Argentino), do Sionista, Rubén Wolkowysky, pivô campeão olímpico em Atenas 2004 e o armador Sebastián Ginóbili, irmão do ala Manu Ginóbili, do San Antonio Spurs, ambos pelo Sunchales.

Grupo B será em Mar del Plata

Enquanto os dois primeiros do NBB se enfrentam com o terceiro e o quarto da Argentina em Brasília, os primeiros colocados do torneio hermano (Peñarol e Atenas) encaram os dois últimos classificados brasileiros (Minas e Franca) em Mar del Plata. O grupo B começa a ser disputado na sexta-feira, com os confrontos Peñarol x Minas e Atenas x Franca.

Os vencedores se enfrentam em final de jogo único. A decisão acontece no dia 14 ou 15, dependendo do calendário dos classificados. Caso a decisão envolva dois times brasileiros, será disputada no Brasil. Com dois times argentinos, na Argentina. Caso uma equipe de cada país se classifique, em 2010 a final será na Argentina - o Brasil receberá a segunda final binacional.


Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host