UOL Esporte Basquete
 
06/04/2010 - 15h14

Última semana da NBA tem quatro vagas abertas e muita disputa por posições

Do UOL Esporte
Em São Paulo
  • <STRONG>MVP?</STRONG> LeBron James liderou os Cavs para a melhor campanha da temporada e é o cestinha da liga

    MVP? LeBron James liderou os Cavs para a melhor campanha da temporada e é o cestinha da liga

Olhando superficialmente, a última semana da temporada regular se resume à briga pelas últimas vagas nos playoffs. A história real, porém, é bem diferente. Tirando o Cleveland Cavaliers, que já garantiu o primeiro lugar da Conferência Leste, todos os outros times tem algo em jogo na últimas partidas antes do mata-mata.

Na Conferência Leste, por exemplo, quatro vagas ainda estão abertas, disputadas por cinco times.

No Oeste, todos os classificados estão definidos, mas a disputa pelas posições está embolada. Até mesmo os Lakers, atuais campeões podem perder o primeiro lugar – a chance é mínima, mas existe.

VEJA O MELHOR QUE A NBA RESERVA PARA SUA ÚLTIMA SEMANA:

A ELITE DA LIGA
O Oeste é, há bastante tempo, considerada a Conferência mais forte da NBA. A temporada 2009/2010 serviu para fortalecer essa ideia. Os classificados para os playoffs já estão definidos e, se mantiverem o ritmo, fecharão a temporada com pelo menos 50 vitórias. Tanto equilíbrio se mostra na classificação. Os Lakers precisam de mais uma vitória para garantir o 1º lugar. Pelo 2º, a luta é das mais acirradas: Dallas, Denver, Utah e Phoenix estão empatados, com 50 vitórias em 77 partidas. Até Oklahoma City (48v, 28d), San Antonio (47v, 29d) e Portland (47v, 30d) podem terminar em segundo lugar.
LESTE E OS 4 GRANDES
Enquanto no Oeste todos brigam por posição, no Leste a briga pela vantagem na 1ª rodada dos playoffs está definida. A conferência tem quatro grandes definidos, atuando em um nível muito acima dos rivais. O Cleveland (60v, 17d), com LeBron James jogando muito, passa em 1º. O Orlando (54v, 23d), com Dwight Howard dominando o garrafão, é dono da segunda melhor campanha da liga e está perto de definir a 2ª posição. Atrás, Atlanta (49v, 27d), com seu time jovem, atléticos e talentoso, disputa com Boston (48v, 28d), com seus veteranos, o 3º lugar.
4 VAGAS PARA OS PEQUENOS
No Oeste, as oito vagas ficaram com grandes times. No Leste, a história é bem diferente. Com quatro vagas abertas, é comum na liga ouvir que os 4 grandes terão vida fácil nos playoffs. O 5º colocado é o Miami (43v, 34d), de Dwayne Wade. O 6º, o Milwaukee (42v, 34d), que estava no caminho para virar o 5º grande, mas perdeu o pivô Bogut para lesão e muito de sua força defensiva. Em 7º lugar, Charlotte (40v, 36d) luta para se manter acima dos 50%. A luta mais difícil fica entre o 8º Toronto (38v, 38d) e o 9º Chicago (37v, 39d) – para o vencedor, um duelo com poucas esperanças contra o Cleveland.

QUEM ESTÁ MACHUCADO?
A lista de contundidos para a reta final é gigante. Os Cavs, por exemplo, além de problemas leves com LeBron e Varejão, enfrentam a lesão no dedão de Shaquille O’Neal, que corre para se recuperar. Nos Lakers, o problema também é no garrafão: Andrew Bynun lesionou o tendão de Aquiles e ninguém sabe quando e como voltará ao time. Nos Nuggets, o ponto de interrogação é Kenyon Martin, com lesão crônica no joelho, além do armador Chauncey Billups, com lesão muscular leve. A lista, porém, não para por ai: Bucks perderam Bogut (e já estavam sem Redd), Jason Richardson e Robin Lopez preocupam os Suns, Parker é incógnita nos Spurs, assim como seu reserva Hill.

ALGUÉM SEGURA LEBRON?
Além dos playoffs, a última semana também é a última chance para os jogadores fazerem campanha para os prêmios individuais. E nesse quesito, pouca gente duvida que LeBron James vá levar seu segundo MVP (prêmio para o melhor da temporada). Liderou os Cavs à melhor campanha da NBA, é o maior cestinha (29,9) e o 6º em assistências (8,5). Nas outras categorias, apesar da campanha por Anderson Varejão, Dwight Howard é o grande favorito para o prêmio de defesa. Os outros favoritos são: Jamal Crawford, do Atlanta, para 6º homem, e Tyreke Evans, do Sacramento, para novato. A NBA ainda premia o melhor técnico e o jogador que mais evoluiu.
COADJUVANTES OU PEÇAS-CHAVE?
Os três brasileiros da NBA vão para os playoffs. Podem ser peça-chave de suas equipes. Ou não. Nenê era considerado o grande jogador do garrafão do Denver. Mas foi só Kenyon Martin se machucar, que a eficiência do brasileiro caiu. Sobre os Nuggets, com isso, pairam dúvidas sobre a força defensiva nos playoffs. A situação de Varejão nos Cavs é diferente. Tem prestígio com Mike Brown. Mas se machucou e o time ainda conta com Shaq O’Neal (que volta de lesão) e Zydrunas Ilgaukas para a posição 5 e Antawn Jamison, como ala de força. Leandrinho vive o mesmo drama. Volta de lesão. Era a arma ofensiva dos Suns no banco, mas precisa recuperar ritmo e reconquistar espaço.

 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host