UOL Esporte Basquete
 
15/04/2010 - 07h01

NBA define confrontos dos playoffs; conheça os detalhes da fase final

Do UOL Esporte
Em São Paulo

                                                      CONFERÊNCIA LESTE

CLEVELAND CAVALIERS (1º) X CHICAGO BULLS (8º)
61v e 21d
102,1 por jogo
95,5 por jogo
13,8 por jogo
19,4 por jogo
Campanha
Pontos pró
Pontos contra
Desperdícios
Faltas cometidas
41v e 41d
97,4 por jogo
99,11 por jogo
14,32 por jogo
20,0 por jogo
Reuters   AP Photo
O Cleveland Cavaliers chega aos playoffs como o grande favorito ao título. Dono da melhor campanha da temporada regular, a equipe de Ohio montou um elenco forte para dar suporte ao astro LeBron James. Ponto fraco do time no ano passado, o garrafão ganhou o reforço de Shaquille O’Neal e Antawn Jamison, além de contar com a ‘raça’ de Anderson Varejão.   O Chicago Bulls demorou até a última rodada para conseguir a sua classificação para os playoffs. A equipe sofreu com altos e baixos na temporada e vive problemas de relacionamento entre dirigentes e o técnico Vinny Del Negro. Comandado pelo armador Derrick Rose (foto), o time espera repetir o ano anterior, quando chegou desacreditado e fez uma série história contra os Celtics.
ORLANDO MAGIC (2º) X CHARLOTTE BOBCATS (7º)
59v e 23d
102,7 por jogo
95,2 por jogo
14,0 por jogo
19,8 por jogo
Campanha
Pontos pró
Pontos contra
Desperdícios
Faltas cometidas
44v e 38d
95,2 por jogo
93,8 por jogo
15,7 por jogo
19,4 por jogo
Reuters   AFP
Atual vice-campeão da NBA, o Orlando Magic fez a segunda melhor campanha da fase regular e, caso chegue à final da competição, terá a vantagem do mando de quadra contra qualquer equipe do Oeste. Líder das estatísticas de rebotes e double-doubles, o pivô Dwight Howard (foto) é a principal arma do time, que ainda conta com o veterano Vince Carter.   A classificação para os playoffs foi motivo de festa para o Charlotte Bobcats. Recém-adquirida por Michael Jordan, a equipe da Carolina do Norte chegou pela primeira vez à pós-temporada e espera surpreender. Em seu nono ano na NBA, o veterano ala-armador Stephen Jackson (foto) vive seu melhor momento na liga e comanda uma das surpresas da atual edição.
ATLANTA HAWKS (3º) X MILWAUKEE BUCKS (6º)
53v e 29d
101,6 por jogo
97,0 por jogo
11,9 por jogo
19,9 por jogo
Campanha
Pontos pró
Pontos contra
Desperdícios
Faltas cometidas
46v e 36d
97,6 por jogo
95,9 por jogo
13,2 por jogo
22,2 por jogo
Reuters   Reuters
O Atlanta Hawks foi uma das forças do Leste nesta temporada. A vantagem do mando de quadra é considerada essencial pela equipe, que obteve um dos melhores desempenhos como mandante da fase regular para compensar os altos e baixos como visitante. O time da Geórgia conta com um elenco equilibrado e bons arremessadores do perímetro, como Joe Johnson (foto), Josh Smith e Mike Bibby.   O Milwaukee Bucks chega ‘baleado’ para a disputa dos playoffs, sem dois de seus principais jogadores. Após perder Michael Redd logo no início da fase regular, a equipe de Wisconsin teve a baixa de Andrew Boggut, que sofreu uma fratura na mão. As esperanças do time recaem sobre o novato Brandon Jennings (foto), que teve um começo de temporada impressionante, caiu de produção, mas voltou a jogar bem.
BOSTON CELTICS (4º) X MIAMI HEAT (5º)
50v e 32d
99,2 por jogo
95,5 por jogo
14,8 por jogo
22,1 por jogo
Campanha
Pontos pró
Pontos contra
Desperdícios
Faltas cometidas
47v e 35d
96,5 por jogo
94,2 por jogo
13,1 por jogo
20,8 por jogo
afp
 
O Boston Celtics fez uma fase regular repleta de altos e baixos, mas conta com sua tradição nos playoffs. A franquia com maior número de títulos na NBA aposta na experiência de seus jogadores para avançar na pós-temporada. O ‘Trio de Ouro’ campeão em 2008, formado por Kevin Garnett, Paul Pierce e Ray Allen, ganhou força na rotação com a chegada de Rasheed Wallace nesta edição da liga.   A esperança do Miami Heat passa pelas mãos de Dwyane Wade, quinto principal pontuador da liga e referência da equipe em quadra. O time da Flórida também conta com Michael Beasley, que evoluiu em seu segundo ano na NBA. Com poucas pretensões, a franquia sonha com uma boa participação para chamar a atenção das estrelas disponíveis no próximo mercado de transferências.

                                                      CONFERÊNCIA OESTE

LOS ANGELES LAKERS (1º) X OKLAHOMA CITY THUNDER (8º)
57v e 25d
101,6 por jogo
96,9 por jogo
13,3 por jogo
19,4 por jogo
Campanha
Pontos pró
Pontos contra
Desperdícios
Faltas cometidas
50v e 32d
101,4 por jogo
98 por jogo
14,9 por jogo
21,2 por jogo
AP   AFP
Atual campeão da NBA, o Los Angeles Lakers chega aos playoffs cercado de desconfiança. Após uma campanha arrasadora durante quase toda a fase regular, a equipe da Califórnia caiu de produção na reta final e foi criticada por falta de coletividade pelos próprios atletas. Para piorar, Kobe Bryant (foto) luta para superar uma fratura em dedo da mão direita e problemas no joelho direito.   Após dois anos amargando as últimas colocações, a franquia mais jovem da NBA chega pela primeira vez aos playoffs. O motivo da ascensão do Oklahoma City Thunder é um elenco jovem comandado pelo ala Kevin Durant (foto), que se firmou como um dos principais nomes da liga. A inexperiência do time ‘caçula’, porém, será colocada à prova diante de um dos times mais tradicionais da competição.
DALLAS MAVERICKS (2º) X SAN ANTONIO SPURS (7º)
55v e 27d
92,0 por jogo
99,2 por jogo
12,9 por jogo
19,0 por jogo
Campanha
Pontos pró
Pontos contra
Desperdícios
Faltas cometidas
50v e 32d
101,3 por jogo
96,2 por jogo
13,6 por jogo
20,3 por jogo
AFP   AP Photo
O Dallas Mavericks contou com uma arrancada impressionante após a pausa para o All-Star Game. Foram 23 vitórias em 31 jogos, que fizeram a equipe chegar à segunda melhor campanha do Oeste. Dirk Nowitzki (foto) e Jason Kidd ganharam a companhia de Caron Butler no último período de transferências, formando um elenco sólido para a disputa dos playoffs contra um de seus rivais do Texas.   Os veteranos do San Antonio Spurs tentam mostrar nos playoffs que ainda têm fôlego para levar adiante o ‘basquete de resultados’ que rendeu quatro títulos ao time. A equipe, porém, teve altos e baixos na fase regular e ficou longe das primeiras posições do Oeste. Em compensação, o argentino Manu Ginóbili (foto) deixou para traz os problemas de lesão e reencontrou as boas atuações nesta temporada.
PHOENIX SUNS (3º) X PORTLAND TRAIL BLAZERS (6º)
54v e 28d
110,2 por jogo
105,3 por jogo
14,7 por jogo
20,9 por jogo
Campanha
Pontos pró
Pontos contra
Desperdício
Faltas cometidas
50v e 32d
98,1 por jogo
94,8 por jogo
12,3 por jogo
20,9 por jogo
 
O Phoenix Suns aposta em seu estilo de jogo ofensivo para ir longe nos playoffs após ficar de fora da pós-temporada no ano anterior. Comandado em quadra pelo veterano Steve Nash, o time do Arizona conta ainda com a ótima fase do ala-pivô Amare Stoudemire. Recuperado de lesão, Leandrinho (foto) tenta reencontrar seu melhor desempenho para recuperar o espaço de sexto homem da equipe.   O Portland Trail Blazers chega aos playoffs com uma séria dúvida em seu elenco. Com um problema no joelho direito, Brandon Roy (foto) vai jogar no sacrifício para tentar ajudar a franquia, que também não poderá contar com o ‘eterno’ lesionado Greg Oden. A equipe conta com um bom jogo coletivo e a força de seus arremessadores do perímetro para tentar superar as adversidades e surpreender os rivais.
DENVER NUGGETS (4º) X UTAH JAZZ (5º)
53v e 29d
106,4 por jogo
102,3 por jogo
13,8 por jogo
22,4 por jogo
Campanha
Pontos pró
Pontos contra
Desperdício
Faltas cometidas
53v e 29d
104,2 por jogo
98,8 por jogo
15,1 por jogo
22,6 por jogo
 
O Denver Nuggets esteve na vice-liderança da Conferência Oeste durante boa parte da fase regular, mas caiu de produção na reta final e teve que se contentar com a quarta posição. O time do Colorado conta com a precisão nos arremessos do ala Carmelo Anthony e do armador Chauncey Billups. Outra peça importante é o brasileiro Nenê Hilário (foto), que se firmou como um dos principais pivôs da liga norte-americana.   Apesar da boa campanha na fase regular, o Utah Jazz chega mais uma vez como um dos ‘azarões’ na briga pelo título da equilibrada Conferência Oeste. A equipe de Salt Lake City conta com as boas atuações de Deron Williams (foto), terceiro colocado nas estatísticas de assistências, e o veterano ala Carlos Boozer, sexto em rebotes, para tentar surpreender os favoritos na fase final da competição.

 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host