UOL Esporte Basquete
 
05/05/2010 - 13h24

Lakers retorna à forma de campeão impulsionado por melhora de Kobe Bryant

Do UOL Esporte
Em São Paulo
  • Ala dos Lakers parece encontrar mais facilidade para enfrentar marcadores mais baixos, como Deron Williams (esq). Sua média melhorou de 24,5 pontos por jogo na série contra os Thunders para 30,5 nos dois primeiros jogos diante dos Utah Jazz.

    Ala dos Lakers parece encontrar mais facilidade para enfrentar marcadores mais baixos, como Deron Williams (esq). Sua média melhorou de 24,5 pontos por jogo na série contra os Thunders para 30,5 nos dois primeiros jogos diante dos Utah Jazz.

Depois de uma série complicada contra os Thunders e um basquete distante daquele visto no título da última temporada, os Los Angeles Lakers parecem ter voltado à velha forma ao vencer os Utah Jazz por 111 a 103, em Los Angeles, na última terça-feira. Graças especialmente às boas atuações de seu astro, Kobe Bryant que, recuperado das lesões, melhorou suas médias de pontos e parece encontrar mais facilidade contra os marcadores de Utah.

Cansado e se recuperando da lesão no dedo direito, o veterano de 31 anos viveu altos e baixos na primeira fase dos playoffs diante dos Thunders. A média de 24,5 pontos por jogo na série alternou atuações fracas de 12 e 13 pontos com outras em que Bryant anotou 39 pontos, como no segundo jogo, em Los Angeles. Apesar da irregularidade, a equipe eliminou o time de Oklahoma em 4 a 2.

Nas duas partidas da série contra os Jazz, contudo, Bryant parece saudável novamente, retomando a tradicional regularidade que lhe valeu um título de MVP na temporada 2007-08, com uma média de 30,5 pontos, seis assistências e quatro rebotes nas duas primeiras partidas

De volta à velha forma, o cestinha dos Lakers aproveitou para responder aos críticos que afirmaram que ele estava velho e desgastado fisicamente. “Estúpidos. Eles são estúpidos”, disparou. “Eles não me conhecem bem. Eles pensam que eu já era. Eu ouvi isso. Acho divertido”, afirmou depois de marcar 31 pontos, pegar cinco rebotes e distribuir oito assistências juntamente com três tocos na vitória por 111 a 103.

É fato que o adversário também ajuda. O ala dos Lakers encontrou dificuldades para passar a marcação do jovem time dos Thunders, em especial de Kevin Durant, um adversário mais alto, de maior envergadura e dez anos mais jovem que Bryant. Contra os Jazz, Deron Williams e Wesley Matthews, ambos mais baixos que Bryant, têm revezado na marcação do astro.

 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host