UOL Esporte Basquete
 
31/05/2010 - 18h46

Presidente da LNB tenta evitar clima de guerra entre Brasília e Flamengo

Do UOL Esporte
Em São Paulo

O presidente da Liga Nacional de Basquete, Kouros Monadjemi, tentou colocar panos quentes na confusão entre Flamengo e Brasília, ocorrida após o final do terceiro jogo da decisão, no último domingo. Monadjemi evitou o clima de guerra entre as duas equipes e reiterou que na próxima terça-feira será decidido o futuro do ginásio Nilson Nelson.

“Não existe guerra entre Flamengo e Brasília. São clubes irmãos, que se respeitam e cujos jogadores compõem a maioria dos convocados da seleção”, disse o presidente ao canal SporTV, na tarde desta segunda-feira.

Depois da vitória por 85 a 84 sobre o Flamengo, no último domingo, os torcedores do Brasília invadiram a quadra para comemorar e entraram em atrito com os jogadores do clube carioca. No confronto, o pivô Wagner chegou a sofrer um corte no rosto. “O que aconteceu foi um erro, um desleixo da segurança que permitiu a entrada de algumas pessoas além das crianças que em geral deixamos entrar em quadra. Isso foi uma das coisas mais lamentáveis que já vi na Liga”, admitiu Monadjemi.

Nesta segunda-feira, o ginásio Nilson Nelson foi interditado e, na terça-feira, o Conselho de Administração da LNB (Liga Nacional de Basquete) se reúne para analisar uma solução caso seja necessário um quinto jogo na final, que segundo o regulamento deve acontecer novamente em Brasília.

Além disso, o presidente reiterou que já enviou relatório, súmulas e provas em vídeo para o STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva), que deve julgar o caso ainda esta semana. Flamengo e Brasília voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira, pela quarta partida da decisão do NBB. O jogo contece na HSBC Arena, no Rio de Janeiro.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host