UOL Esporte Basquete
 
Murilo Garavello/UOL

Pivôs Tiago Splitter (esquerda) e Nenê foram poupados da partida contra China

12/08/2010 - 18h53

Brasil vence China em amistoso em que imprensa teve de brigar para ver

Murilo Garavello
Em Nova York *

“Você é da imprensa?”, pergunta o segurança. “Não”, responde Sandro Varejão, óculos escuros na cabeça, pacote de salgadinhos e refrigerante nas mãos. “Então pode entrar”. Nesta quinta-feira, na Universidade de Columbia, em Nova York, qualquer pessoa que não fosse jornalista poderia entrar para assistir à vitória do Brasil sobre a China por 84 a 70, em um novo e insólito capítulo de dificuldades sofridas pela imprensa para acompanhar o esporte nacional.

O QUE DEU PARA VER DO AMISTOSO

  • Murilo Garavello/UOL

    Armador Nezinho sofreu uma queda ainda no primeiro tempo e ficou o resto do jogo no banco de reservas fazendo tratamento com gelo nas costas

  • Murilo Garavello/UOL

    No final, Magnano deu chance aos atletas que devem atuar pouco no Mundial, como o pivô Murilo. Ainda assim, equipe abriu no placar: 84 a 70

De acordo com a Nike, que organiza um festival que trouxe tanto Brasil quanto China a Nova York, a delegação chinesa pediu que a imprensa fosse liberada para assistir apenas aos minutos finais da partida. Ou seja, a seleção brasileira de basquete, que impediu o ingresso de jornalistas em todos os seus treinamentos, não teve responsabilidade neste episódio.

“(Rubén) Magnano (técnico da seleção) não se opôs à entrada da imprensa nesse jogo. A decisão veio da delegação chinesa”, afirmou o diretor de comunicações da Nike, Mario Andrada e Silva. Segundo ele, a empresa não teve como impor aos chineses a entrada da imprensa desde o início da partida. Após reclamações e protestos, a entrada dos jornalistas foi permitida na metade do segundo quarto.

O grande destaque da partida, de acordo com o trecho do jogo visto pelo UOL e pelo “scout” final, foi Leandrinho. Com contra-ataques rápidos e chutes precisos de três pontos, anotou 25 pontos, deu duas assistências e não cometeu nenhum erro. Anderson Varejão fez 13 pontos.

De acordo com Alex, que foi titular ao lado de Leandrinho, Marcelinho Huertas, Guilherme e Varejão, a grande preocupação do técnico Magnano para a partida foi a defesa. “É o que ele mais cobra da gente, defesa. E acho que fomos bem”, disse o ala, que fez nove pontos, pegou cinco rebotes e deu três assistências. “A China tem muito mais qualidade do que Angola e Venezuela” –rivais vencidos nos dois primeiros amistosos da preparação, disputados em Brasília.

Apesar de amistoso, o jogo teve ritmo intenso, com bastante contato físico. Em um dos lances mais ríspidos, em trombada com chinês, Murilo caiu em cima das costas de Nezinho. O armador ficou caído por mais de um minuto. Não voltou mais ao jogo, fazendo imediatamente um tratamento com gelo. “Na hora não consegui respirar, mas agora ta bem melhor”, disse o jogador. A seu lado, o companheiro de quarto, Murilo, brincou com a situação: “ele tentou me dar uma cama de gato e se machucou”, disse, rindo.

A primeira etapa terminou com vantagem brasileira por 57 a 50. O Brasil iniciou o terceiro quarto com Marcelinho Huertas, Leandrinho, Marquinhos, Guilherme e Varejão. Splitter e Nenê, poupados, assistiram ao jogo do banco de reservas. No terceiro quarto, o time brasileiro foi pouco alterado, e a vantagem foi mantida: sete pontos.

No último período, Magnano deu descanso a todos os titulares. Assim, jogadores que deverão ter pouco tempo de quadra no Mundial, como Raulzinho, Murilo e Marcelinho, e Hátila, que deverá ser cortado antes da competição na Turquia, compuseram a formação do Brasil. Mesmo assim, os brasileiros conseguiram ampliar a vantagem.

BRASIL 84 x 70 CHINA

Brasil
Alex (9), Marcelinho Huertas (6), Leandrinho (25), Varejão (13) e Guilherme (8). Depois: Marcelinho (10), Murilo (8), Raulzinho (3), Hátila (2), Marquinhos (0) e Nezinho (0)

China
Ding Jinhui (2), Liu Wei (13), Wang Shipeng (10), Sun Yue (14), Li Xiaoxu (14). Depois: Wang Zhizhi (6), Pen Zhou (5), Zhang Zhaoxu (2) e Guo Ailun (4)

*O jornalista Murilo Garavello viajou a convite da Nike.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host