UOL Esporte Basquete
 
16/08/2010 - 21h28

Apesar da derrota, brasileiros aprovam amistoso contra Argentina

Do UOL Esporte
Em São Paulo
  • Marcelinhio Huertas faz bandeja durante amistoso contra Argentina. Apesar da derrota, armador elogiou atuação da seleção brasileira e destacou esforço defensivo em parar Luis Scola

    Marcelinhio Huertas faz bandeja durante amistoso contra Argentina. Apesar da derrota, armador elogiou atuação da seleção brasileira e destacou esforço defensivo em parar Luis Scola

A seleção brasileira foi derrotada pela Argentina por 77 a 73 nesta segunda-feira, em Logroño, na Espanha, em torneio preparatório para o Mundial de basquete. Após o jogo, contudo, o discurso era de satisfação com a atuação da equipe em seu primeiro teste de alto nível antes da competição na Turquia.

“Participamos de uns jogos e amistosos antes encontro com a Argentina, mas essa foi a primeira equipe forte que enfrentamos”, afirmou o pivô Murilo Becker, que lamentou o mau início de jogo e os erros bobos cometidos na primeira etapa do jogo. No total, foram 14 erros contabilizados pela equipe do Brasil, o mesmo número de equívocos cometidos pela Argentina.

“Apesar do resultado jogamos bem e amanhã teremos outra disputa dura contra Espanha. Tenho certeza que iremos bem melhor que hoje e que temos boas condições de ganhar”, afirmou o atleta ao site da CBB. Apesar das ausências de Nenê e Tiago Splitter, poupados, Murilo jogou menos de nove minutos, anotando quatro pontos e pegando dois rebotes.

O armador Marcelinho Huertas destacou o empenho da defesa brasileira contra o pivô Luis Scola. “Tentamos pará-lo com marcação dupla, mas ainda assim ele gerou muito jogo”, disse o jogador do Caja Laboral, da Espanha, que também elogiou a atuação do trio Pablo Prigioni e Carlos Delfino.

Autor de nove assistências pelo time brasileiro, Huertas reiterou que o confronto desta segunda era um amistoso. “O que fizemos é um teste verdadeiro para o Mundial sem nossos melhores jogadores de garrafão mais importantes, Nenê e Splitter”, disse o jogador, que espera uma partida equilibrada contra a Espanha, uma vez que o adversário também estará sem dois de seus principais pivôs, os irmãos Pau e Marc Gasol.

Espanha e Brasil se enfrentam na terça-feira pelo fechamento do Torneio de Logroño. Depois disso, a equipe parte para França para outra competição envolvendo Austrália, Ilhas Virgens e o país sede.
 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host