Basquete

Brasileiro que defendeu seleção belga de basquete é ferido em atentado

Ketevan Kardava/ Georgian Public Broadcaster via AP
Sebastien Bellin tem 37 anos e se feriu no aeroporto internacional de Bruxelas, na Bélgica, alvo de um ataque terrorista Imagem: Ketevan Kardava/ Georgian Public Broadcaster via AP

Bruno Thadeu e Fábio Aleixo

Do UOL, em São Paulo

22/03/2016 09h25Atualizada em 22/03/2016 23h24

O ex-jogador de basquete Sebastien Bellin, de 37 anos, foi um dos feridos nos atentados ocorridos na manhã desta terça-feira, em Bruxelas (BEL). Bellin, que nasceu em São Paulo estava no aeroporto Zaventem quando foi atingido por fragmentos de uma das bombas, que o feriram na perna esquerda e no quadril. O ex-atleta retornaria para os Estados Unidos, onde vive, após passar alguns dias trabalhando na capital belga.

Em contato com o UOL Esporte, Jean Bellin, pai do ex-jogador, afirmou que ele já passou por uma cirurgia em um hospital de Bruxelas e que seu estado é estável.

"Eu falei com Seb há cerca de cinco minutos. Ele está no hospital, mas está bem. Alguns fragmentos de uma bomba o acertaram na perna esquerda e no quadril. Ele passou pela primeira cirurgia para estabilizar. Ele vai passar por uma outra cirurgia ainda para reparar o quadril. É tudo o que tenho de informação no momento. Tive muita sorte de poder falar com ele. Estou aliviado. Sou muito agradecido por ele estar vivo", afirmou Jean.

"Quero deixar a mensagem a todos os amigos que Seb tem no basquete e aí no Brasil que ele está bem e é muito forte", disse o pai, que vive nos Estados Unidos e ainda não sabe se viajará para a Bélgica para acompanhar a recuperação do filho.

Reprodução
Sebastien Bellin tem 2,07m de altura e defendeu times belgas na carreira Imagem: Reprodução

"Não sei o que vai acontecer. Ainda é algo muito recente. Não há voos para Bruxelas, o aeroporto está fechado, não tem transporte público e até a rede de telefonia está saturada. Ainda é cedo para saber o que vai acontecer", completou.

Filho de pai e mãe belgas, Sebastien nasceu em São Paulo em 1979 e mudou-se para os Estados Unidos quando tinha cinco anos de idade.
 
"Eu vivi e trabalhei em São Paulo por oito anos. Seb e seus dois irmãos nascerem no Hospital 9 de Julho. Depois nos mudamos para os Estados Unidos, por causa do meu trabalho", contou o pai Jean.
 
Na América do Norte, Sebastien tomou paixão pelo basquete e disputou competições colegiais e universitárias antes de se profissionalizar. Defendeu equipes da Bélgica, Itália e Holanda. Entre 2005 e 2010, defendeu a seleção belga. Atualmente, trabalha para uma empresa que desenvolve serviços de estatísticas e filmagens dos jogos.


“Nós desejamos força e pronta recuperação ao nosso ex-jogador Sebastien Bellin”, apresentou a conta oficial do BC Telenet Oostende, clube que Bellin defendeu.

A Federação Internacional de Basquete também manifestou apoio ao ex-jogador nascido no Brasil:

“Desejamos ao ex-jogador do Ostende e da seleção da Bélgica uma rápida recuperação”.

Ações terroristas em vários locais de Bruxelas

A Procuradoria da Bélgica confirmou que foram atentados coordenados as três explosões registradas por volta das 8h15 (4h15 de Brasília) desta terça-feira (22) em Bruxelas, na Bélgica, -- duas no aeroporto internacional da capital, perto dos balcões de check-in no terminal de embarque, e outra na estação de metrô de Maelbeek, localizada próxima a edifícios da União Europeia. 

Ao menos uma das explosões foi provocada por um homem-bomba.

Ao menos 26 pessoas morreram -- 15 no metrô e 11 no aeroporto -- e 136 pessoas ficaram feridas, segundo um balanço provisório divulgado por Pierre Meys, porta-voz dos bombeiros. "É possível que encontremos outras vítimas", completou.

O premiê Charles Michel chegou a dizer que 28 pessoas haviam morrido, mas o número foi revisado.

O governo belga já elevou ao nível máximo o alerta para ataques terroristas, já que as explosões ocorrem quatro dias depois da prisão de Salah Abdeslam, suspeito de ter participado da série de ataques terroristas em Paris, em novembro do ano passado, que deixou 130 mortos. A polícia da Bélgica está em alerta desde então por conta de possíveis represálias.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
Bala na Cesta
AFP
Redação
Bala na Cesta
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
UOL Esporte
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
EFE
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
UOL Esporte
UOL Esporte
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
UOL Esporte
Redação
UOL Esporte
Bala na Cesta
Redação
UOL Esporte
LancePress
Redação
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
Redação
Redação
UOL Esporte
Redação
Topo