Basquete

Irving e LeBron combinam para 82 pontos e Cleveland força sexto jogo na NBA

Do UOL, em São Paulo

14/06/2016 01h09

O sonho de Cleveland continua vivo. Em uma atuação primorosa da dupla LeBron James e Kyrie Irving, os Cavaliers conseguiram vencer fora de casa e forçaram o sexto jogo na decisão contra o Golden State Warrios: 112 a 97, nesta segunda-feira (13), na Califórnia.

As vaias da torcida do Warriors não fizeram efeito sobre os dois, que combinaram para incríveis 82 pontos – 41 pontos para cada. Essa foi a primeira dupla a conseguir ultrapassar a marca dos 40 pontos em uma final de NBA.

No jogo com mais destaque ofensivo da série, as duas equipes superaram com tranquilidade a marca dos 55 pontos no primeiro tempo, algo que ainda não havia acontecido nos outros quatro jogos – a primeira metade se encerrou em 61 a 61.

O próximo jogo acontecerá na próxima quinta-feira (16), dessa vez em Cleveland. Caso os Cavaliers vençam, o confronto decisivo será em Oakland, na Califórnia, no dia 19 de junho.

Duelo de trios no primeiro tempo

Em um duelo equilibradíssimo, o Cleveland Cavaliers lutava contra sua própria falta de eficiência coletiva para conseguir fazer frente ao Golden State Warriors. Durante todo o primeiro tempo, a equipe praticamente só pôde contar com três jogadores: LeBron James, J.R. Smith e Kyrie Irving. Juntos, o trio anotou 53 dos 61 do Cleveland nos dois primeiros quartos.

E o primeiro tempo foi mesmo um show de ataque. Se o Cleveland era carregado por um trio, no Golden State, outros três brilhavam: Steph Curry, Andre Iguodala e, principalmente, Klay Thompson. O último terminou os dois primeiros quartos com 26 pontos conquistados.

A primeira metade da partida foi também a de maior pontuação na série: 61 a 61. Nenhuma das duas equipes havia conseguido anotar mais de 55 pontos no primeiro tempo de um dos outros quatro jogos da final.

Os melhores: LeBron e Irving brilham no segundo tempo

Ezra Shaw/Getty Images/AFP
Imagem: Ezra Shaw/Getty Images/AFP

Um dia inspiradíssimo de LeBron James e Kyrie Irving complicou – e muito – a vida do Golden State Warriors. Depois do empate no primeiro tempo, a dupla foi decisiva para a vitória do Cleveland Cavaliers.

Em uma grande atuação, a dupla terminou a partida com somados 82 pontos. Além dos 41 pontos para cada, os dois terminaram com números parecidos em assistências: 7 para LeBron e 6 para Irving.

Essa foi a primeira vez que em finais que uma dupla consegue superar a marca dos 40 pontos cada um.

Mesmo tendo sido derrotado, vale a menção a Klay Thompson. O integrante dos “Splash Brothers” terminou o jogo com 37 pontos. Só no primeiro tempo foram 26 pontos, se tornando o terceiro maior pontuador da primeira metade de uma final nos últimos 20 anos. Thompson fica atrás apenas de Ray Allen (27 pontos em 2010) e Allen Iverson (30 pontos em 2001).

Green suspenso e substituto dando conta do recado

Ezra Shaw/Getty Images/AFP
Imagem: Ezra Shaw/Getty Images/AFP

O Golden State Warriors não pôde contar com um de seus principais jogadores para a decisiva partida. Depois de se desentender com LeBron James no jogo 4, Draymond Green foi suspenso por um duelo por acúmulo de faltas flagrante.

Steve Kerr, então, decidiu colocar Andre Iguodala como titular, no lugar do camisa 23. E o substituto não decepcionou. Seus 15 pontos, 6 assistências e 11 rebotes foram superiores aos conquistados por Green na última partida.

Durante a partida, em especial quando J.R. Smith fez falta dura em Anderson Varejão, a torcida gritava “Free, Draymond” (libertem Draymond, em inglês).

Os brasileiros: Leandrinho vai mal e Varejão levanta a torcida

Ezra Shaw/Getty Images/AFP
Imagem: Ezra Shaw/Getty Images/AFP

A dupla representante do Brasil nas finais não teve um grande dia, mas Leandrinho e Varejão deixaram a partida com sensações opostas. O primeiro, que já havia ficado de fora do jogo 4, teve uma atuação muito fraca, com apenas três pontos e tendo cometido três faltas.

No caso de Varejão, os números não foram muito melhores (2 pontos, uma assistência e um rebote), mas sua atitude fez com que a torcida se empolgasse. Em um lance no quarto período, o brasileiro conseguiu recuperar a posse de bola jogando a bola no adversário e vibrou muito. E a torcida foi junto com ele.

Enquanto isso, no Twitter...

Nos dias de hoje, é quase impossível acompanhar um jogão desse sem acompanhar também o movimento nas redes sociais. Enquanto Curry e James brigavam pela vitória, tinha gente até planejando revanche com os “Monstars”, do filme “Space Jam”.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
Bala na Cesta
AFP
Redação
Bala na Cesta
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
UOL Esporte
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
EFE
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
UOL Esporte
UOL Esporte
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
UOL Esporte
Redação
UOL Esporte
Bala na Cesta
Redação
UOL Esporte
LancePress
Redação
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
Redação
Redação
UOL Esporte
Topo