Basquete

Liga de basquete cogita torcida única nos clássicos entre Flamengo e Vasco

João Pires/LNB
Imagem: João Pires/LNB

14/06/2016 08h52

Quando o cronômetro zerou em Campo Mourão (PR) para selar a vitória do Vasco sobre o time da casa por 87 a 77, na última sexta-feira, resultado que garantiu ao Cruz-Maltino o título da Liga Ouro e o retorno à elite do basquete após 13 anos, uma série de preocupações já entrou na pauta dos organizadores do NBB para 2016/2017.

Uma delas é que o clássico entre o campeão da divisão de acesso e o atual tetracampeão Flamengo pode sacramentar a adoção de jogos com torcida única, como no futebol paulista. A prática entrou em vigor em abril, após uma briga de apoiadores de Palmeiras e Corinthians resultar na morte de um idoso. O tema será discutido para a próxima temporada, que acontece no fim do ano.

"É um clássico de futebol. Já conversamos informalmente sobre torcida única, mas sentaremos com os clubes para analisar o que é melhor. Não está descartado", disse o vice-presidente da Liga Nacional de Basquete (LNB), João Fernando Rossi, ao LANCE!.

"Diante da tradição que os dois clubes têm no basquete, nós tomaremos as medidas de precaução necessárias para garantir a segurança do espetáculo e do entretenimento", completou o dirigente.

A rivalidade é encarada como um prato cheio para a entidade aumentar a visibilidade do torneio, despertar maior interesse de patrocinadores e recuperar a perda de uma camisa de futebol na disputa, depois que o Palmeiras encerrou as atividades por falta de recursos. Ao mesmo tempo, o desafio é atender ao novo público do esporte, que envolve famílias.

"As equipes terão de sentar com a Federação Carioca e a LNB. Queremos casa cheia e grandes torcidas, mas também a segurança das famílias", diz Marcelo Vido, diretor-executivo de esportes olímpicos do Fla.

Vice de quadra e salão do Vasco, Fernando Lima lembra da derrota do clube no Brasileiro de 1999, quando o arremesso de objetos pela torcida no Maracanãzinho provocou punições ao time na final, vencida por Franca. Ele acredita que a cultura das torcidas evoluiu desde então.

"O Campeonato Carioca (em setembro) será um vestibular para o NBB. Este jogo é um barril de pólvora. Espero que seja melhor do que no passado. A última vez que tivemos o clássico foi em 2003, mas acho que antigamente era pior. O público aprendeu com situações passadas", falou o dirigente.

"Eu gostaria que houvesse torcida única. Acho que ainda é cedo, mas, se pudermos trabalhar a ideia no futuro, diria que é algo a se cultivar", completou.

Equipes têm em comum a incerteza no orçamento

O clima entre jogadores, comissões técnicas e dirigentes de Flamengo e Vasco é de festa pelas conquistas do NBB e da Liga Ouro, respectivamente. Mas ambos já iniciaram o planejamento para 2016/2017. Em comum, está a incerteza sobre o orçamento que terão em meio ao cenário atual da economia do Brasil.

No Rubro-Negro, cujo investimento para alcançar o tetra consecutivo esteve na faixa de R$ 7 milhões, os envolvidos admitem que as cifras podem diminuir, mas mantêm o objetivo de brigar pelos títulos.

"O país passa por momento difícil, até com mudança de ministério. Trabalharemos para continuar com um time competitivo. Se o orçamento será o mesmo, não sabemos. Esperamos respostas de nossos parceiros. Caso o valor seja menor, é fazer mais com menos", afirmou Marcelo Vido.

O Cruz-Maltino já obteve a aprovação de R$ 4,5 milhões em incentivos fiscais por Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), mas não sabe quanto poderá captar.

"Tenho um plano, que repassarei ao presidente (Eurico Miranda). Mas tudo depende do total que será possível investir", disse Fernando Lima.

José Neto segue no Flamengo

A prioridade da diretoria do Flamengo após a conquista do tetracampeonato consecutivo do NBB foi a manutenção do técnico José Neto para a próxima temporada.

O comandante, que esteve à frente do grupo nas últimas quatro conquistas, além de ter levado o grupo ao título da Copa Intercontinental de 2014, da Liga das Américas de 2014 e dos últimos quatro Cariocas, terá o contrato renovado.

No Vasco, a manutenção de Christiano Pereira é incerta.

 

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
Bala na Cesta
AFP
Redação
Bala na Cesta
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
UOL Esporte
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
EFE
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
UOL Esporte
UOL Esporte
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
UOL Esporte
Redação
UOL Esporte
Bala na Cesta
Redação
UOL Esporte
LancePress
Redação
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
Redação
Redação
UOL Esporte
Topo