Basquete

Cleveland atropela Warriors e força jogo 7 na final da NBA; Curry é expulso

Do UOL, em São Paulo

17/06/2016 00h46

O Cleveland Cavaliers fez valer o fator casa para forçar a realização do jogo 7 na final da NBA. Nesta quinta-feira (17), dentro de seus domínios, o time de LeBron James atropelou o Golden State Warriors no primeiro quarto e venceu a partida em 115 a 101.

O primeiro quarto do Golden State Warriors foi o pior da história da NBA com posse cronometrada, que teve início em 1955. Os 11 pontos superam os 13 conquistados pelo Fort Wayne Pistons, em 1955, e Milwaukee Bucks, em 1974. A primeira parcial terminou em 31 a 11 para o Cleveland Cavaliers.

O jogo contou ainda com a expulsão de Stephen Curry. O armador do Golden State Warriors cometeu seis faltas e foi excluído no quarto período. Ele foi o primeiro MVP a ser excluído de uma partida final desde Shaquille O'neal.

Vindo de duas derrotas consecutivas, o Golden State Warriors terá o fator casa como vantagem na partida decisiva. No domingo (19), às 21h (horário de Brasília), as duas equipes se enfrentam pela última vez na temporada na Califórnia.

O melhor: LeBron James e Tristan Thompson

Ezra Shaw/Getty Images/AFP
Imagem: Ezra Shaw/Getty Images/AFP

Como aconteceu no jogo cinco, LeBron James teve grande atuação na vitória dos Cavaliers. A surpresa, no entanto, ficou por conta da atuação de gala de Tristan Thompson. O camisa 13 precisou de apenas um tempo para colocar dois dígitos em dois atributos, o chamado duplo-duplo: rebotes e pontos.

Essa foi a primeira vez na carreira em que ele fez um duplo-duplo no primeiro tempo de uma partida de playoff. Thompson terminou a partida com 15 pontos e 16 rebotes.

No caso de LeBron, o show não foi apenas nos números, mas também no jeito em que os pontos eram feitos. Por mais de uma vez, o camisa 23 se pendurou no aro para fazer a enterrada, levantando a torcida presente no Quicken Loans Arena. Entre o final do terceiro período e a metade do quarto, James foi responsável por todos os 18 pontos marcados pelo Cleveland Cavaliers.

“King James” encerrou a partida com 41 pontos, 8 rebotes e 11 assistências.

Faltas atrapalham Stephen Curry

Ronald Martinez/Getty Images/AFP
Imagem: Ronald Martinez/Getty Images/AFP

O sexto jogo não foi nem um pouco do jeito que Steph Curry gostaria. O armador sofreu com as faltas durante todo o jogo. Em apenas seis minutos de partida, já havia cometido duas.

Faltando 3m58 para o final da partida, o que o time do Warriors temia aconteceu: Curry tentou roubar a bola de LeBron James e cometeu sua sexta falta, sendo excluído da partida. No momento do lance, o armador se irritou muito e ainda foi punido com uma falta técnica.

No caminho para o vestiário, Curry ainda teve que aguentar o público cantando “adeus” para ele.

Apesar dos problemas com as faltas, Curry teve uma boa atuação. Ao todo, foram 30 pontos e uma assistência. Ele também chegou à marca de 28 bolas de três convertidas nas finais, um recorde pessoal.

Blog Bala na Cesta: O jogo "monstruoso" de LeBron James

"LeBron James (MONSTRUOSO com 41 pontos, 11 rebotes, 8 assistências, 4 roubos e 3 tocos), Kyrie Irving (23 pontos), Tristan Thompson (sensacional com 15 pontos e 16 rebotes) e companhia fizeram o que precisava ser feito em cima do Golden State Warriors, venceram por 115-101, empataram a decisão em 3-3 e forçaram o jogo 7 (domingo, 21h, em Oakland, Califórnia)". Leia a análise completa.

Cleveland fará história?

Bob Donnan-USA TODAY Sports
Imagem: Bob Donnan-USA TODAY Sports

Durante a série decisiva, o Cleveland Cavaliers chegou a ficar com uma desvantagem de 3 vitórias a 1. A situação já havia sido vivenciada por outras 32 equipes na história da NBA. Nenhuma delas conseguiu a virada. O time de LeBron James está perto de conseguir um feito inédito.

O jogo: Cavaliers massacram Warriors no primeiro quarto

AP Photo/Ron Schwane
Imagem: AP Photo/Ron Schwane

Assim como aconteceu no terceiro jogo da série, o Cleveland Cavaliers decidiu o duelo ainda no primeiro quarto. Com uma atuação incrível e contando com o fraco aproveitamento nos rebotes do adversário, o time de LeBron James terminou a primeira parcial vencendo por confortáveis 31 a 11. O começo arrasador fez com que os Warriors pontuassem pela primeira vez depois de cinco minutos de partida.

A incrível vantagem de 20 pontos pode ser colocada na conta dos rebotes, o calcanhar de Aquiles dos Warriors. Se já não era dos melhores com Andrew Bogut em quadra, ficou pior sem o pivô, de fora com uma lesão no joelho. Enquanto os Cavaliers conseguiram 16 no primeiro quarto, o time de Steph Curry terminou com modestos 7 - Tristan Thompson, sozinho, conseguiu mais do que todo o time dos Warriors, com 9.

No segundo quarto, os Warriors chegaram a baixar a desvantagem para oito pontos, muito por causa da entrada de Iman Shumpert no Cleveland, que atrapalhou o poder ofensivo da equipe. No fim, no entanto, o time de LeBron conseguiram se recuperar e foram para o intervalo com a vantagem de 16 pontos: 59 a 43.

Apesar de sempre com o Cleveland Cavaliers à frente no marcador, o segundo tempo variou entre momentos tranquilos e preocupantes para o time de LeBron James. Apesar de voltar a abrir 22 pontos de diferença em um momento do terceiro quarto, o Cleveland foi para a última parcial com apenas nove pontos de vantagem: 80 a 71.

No último quarto, o Cleveland voltou a dominar e contou com a expulsão de Curry para dominar o jogo e forçar a sétima partida. Com ambas as equipes com formações reservas nos minutos finais, os Warriors ainda conseguiram diminuir um pouco a vantagem, terminando atrás por 14 pontos: 115 a 101.

Os brasileiros: Varejão é vaiado e Leandrinho faz história

Jogador do Cleveland Cavaliers por boa parte da temporada, Anderson Varejão trocou de time durante a campanha e acabou parando no Golden State Warriors. De volta à Cleveland para a disputa das finais, o brasileiro não teve uma boa recepção. Em determinados momentos da partida, chegou a ser vaiado pelo público presente. Em quadra, terminou sem marcar pontos.

Em uma atuação sólida, Leandrinho Barbosa se tornou o brasileiro com mais pontos em uma final de NBA, superando Thiago Splitter. No duelo desta quinta, ele anotou 13 pontos.

Famosos em quadra

Os jogos da NBA costumam sempre contar com a presença de famosos. Durante a participação do Brasil na Copa América, os jogadores da seleção foram assistir um dos jogos que aconteceu na Califórnia. Desta vez, no duelo em Cleveland, a estrela da vez foi o casal de cantores Byeoncé e Jay Z.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
Bala na Cesta
AFP
Redação
Bala na Cesta
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
UOL Esporte
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
EFE
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
UOL Esporte
UOL Esporte
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
UOL Esporte
Redação
UOL Esporte
Bala na Cesta
Redação
UOL Esporte
LancePress
Redação
Topo