Topo

Basquete

Após ser varrido pelos Cavaliers, Larry Bird deixa presidência dos Pacers

REUTERS/Allison Joyce
Imagem: REUTERS/Allison Joyce

Do UOL, em São Paulo

28/04/2017 16h01

A história do lendário Larry Bird na NBA parece ter chegado ao fim. Após ser um dos melhores jogadores de todos os tempos no Boston Celtics e de ter sido treinador do Indiana Pacers, chegou a vez de Bird dizer adeus ao cargo de presidente dos Pacers.

A razão de sua decisão não confirmada, mas a varrida sofrida pelos Pacers contra o Cleveland Cavaliers, ainda na primeira rodada dos playoffs, foi dolorida demais e expôs uma série de desavenças entre Bird e o restante da organização da franquia de Indiana.

 Bird ganhou o prêmio de Executivo do Ano após a temporada 2011/12, quando a franquia avançou às semifinais da Conferência Leste, mas acabou perdendo para o Miami Heat em seis jogos.

Entre os  feitos de Bird no cargo de presidente estão as escolhas de Danny Granger em 2005 e de Paul George em 2010. A franquia de Indiana também chegou a selecionar Kawhi Leonard no draft de 2011, mas acabou trocando seus direitos de contrato com o San Antonio Spurs para ficar com George Hill.

Além de fazer parte do raro clube de jogadores com 50-40-90 (50% de acertos nos arremessos de quadra, 40% de precisão nos arremessos de três pontos e 90% de acertos de lances livres), Bird é o único na história da NBA a ser nomeado MVP da liga, Técnico do Ano e Executivo do Ano.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!