Topo

Basquete

Na véspera das finais, casa de LeBron amanhece pichada com insulto racista

David Richard/USA TODAY Sports
LeBron James em ação pelo Cleveland Cavaliers Imagem: David Richard/USA TODAY Sports

Do UOL, em São Paulo

31/05/2017 14h32

A casa do astro LeBron James em Los Angeles amanheceu pichada nesta quarta-feira (31), véspera do Jogo 1 das finais da NBA entre Cleveland Cavaliers e Golden State Warriors. A polícia local recebeu uma denúncia de que a palavra “negro”, termo pejorativo e racista em inglês, havia sido pintada nos portões da residência, localizada na região de Brentwood.

À “CNN”, um oficial da polícia informou que foi avisada por telefone do crime, porém na chegada ao local a mensagem já havia sido apagada com uma nova pintura.

LeBron James não estava no local no momento do incidente, pois a casa em Los Angeles não é onde ele vive em seu dia a dia. A polícia ainda investiga se a residência foi roubada pelos invasores.

O ala do Cleveland Caveliers utiliza sua figura pública de modo recorrente para lutar contra o racismo. No ESPYs de 2016, um evento de gala da ESPN para premiar atletas e equipes da temporada, LeBron foi ao palco ao lado de Carmelo Anthony, Chris Paul e Dwyane Wade e fez uma manifestação contrária à violência policial nos Estados Unidos, em especial contra a comunidade negra.

Neste ano, LeBron James comentou sobre as ofensas racistas que Adam Jones, jogador do time de beisebol Baltimore Orioles, havia sofrido. “Não é bom para os esportes, não é bom para a sociedade. Você tem caras como Martin Luther King, que falava sobre união de todos nós, não importa a cor, raça, a forma ou tamanho”, disse na época. 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!