Topo

Basquete

Alvo de ato racista, LeBron diz que ser negro nos EUA é difícil

AP/Elise Amendola
LeBron James disse que os EUA ainda tem um longo caminho a percorrer para aceitarem os negros Imagem: AP/Elise Amendola

Do UOL, em São Paulo

01/06/2017 09h00

Após ter sido alvo de racismo, Lebron James se pronunciou. Segundo ele, ser negro e viver na América é muito complicado, não tem como fugir de preconceito.

“Não importa o quanto dinheiro você tenha, não importa o quão famoso você é. Ser negro nos EUA é difícil. O racismo sempre será uma parte do mundo, uma parte da América, vivemos isso todos os dias”, disse o astro da NBA.

A casa do astro LeBron James em Los Angeles amanheceu pichada na quarta-feira (31), véspera do Jogo 1 das finais da NBA entre Cleveland Cavaliers e Golden State Warriors. A polícia local recebeu uma denúncia de que a palavra “negro”, termo pejorativo e racista em inglês, havia sido pintada nos portões da residência, localizada na região de Brentwood.

“Nós temos um longo caminho a percorrer como sociedade e para nós, afro-americanos, nos sentirmos iguais nos Estados Unidos”, disse LeBron.

LeBron James não estava no local no momento do incidente, pois a casa em Los Angeles não é onde ele vive em seu dia a dia. A polícia ainda investiga se a residência foi roubada pelos invasores.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!