Topo

Basquete

Com altas expectativas, Brasil passa em branco no Draft da NBA

LNB/Divulgação
Georginho, armador do Paulistano Imagem: LNB/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

23/06/2017 01h22

A imprensa internacional apontava como muito provável a escolha de ao menos um brasileiro no Draft da NBA, uma espécie de processo seletivo para selecionar calouros para a maior liga de basquete do mundo. Mas após 60 nomes serem anunciados entre a quinta e sexta-feira (23), nenhum era brasileiro.

O jogador do país com maiores chances, segundo as projeções da imprensa internacional e brasileira, era o armador Georginho, do Paulistano. Ele acompanhou o evento, transmitido pela primeira vez na integra no Brasil, pela ESPN, na casa da mãe. Seu nome aparecia na maioria dos sites especializados em projeções do Draft até o início do evento.

Times como Houston Rockets, Denver Nuggets e Milwaukee Bucks eram apontados como possíveis destinos do brasileiro, mas eles preferiram outros jogadores. Muitos deles vieram ao Brasil acompanhar seu desempenho, além de submeterem o armador a testes e treinos em solo americano.

A seleção deste ano ficou marcada pela baixa contratação de estrangeiros. A maioria dos que foram escolhidos apareceu nas posições menos valorizadas.

Nas redes sociais, vários torcedores se mostraram acordados até tarde apenas esperando um possível anúncio da contratação de Georginho. O evento terminou depois da 1h da manhã da sexta-feira.

Georginho, eleito o jogador que mais evoluiu do último NBB, se reuniu com a família em Diadema, região metropolitana de São Paulo, para assistir à transmissão. Como não foi escolhido, ele precisará de outra porta de entrada na NBA: uma vez não escolhido no Draft, um jogador não pode participar da seleção novamente.

Lucas Dias e Wesley Mogi, todos também do Paulistano, o vice-campeão da NBB, eram outros nomes apontados como possíveis no Draft, mas não foram lembrados.

Na temporada passada, nove brasileiros jogaram na NBA, mas a situação da maioria deles é considerada delicada, já que apenas dois, Bruno Caboclo e Lucas Bebê, têm contratos garantidos.

Armador é o primeiro escolhido

Conforme era esperado, o armador Markelle Fultz foi selecionado pelo Philadelphia 76ers como a primeira escolha do draft da NBA. O segundo escolhido foi o armador Lonzo Ball, recrutado pelo Los Angeles Lakers, seguido pelo ala Jayson Tatum (Boston Celtics), pelo ala Josh Jackson (Phoenix Suns) e pelo armador De'Aaron Fox (Sacramento Kings).

Uma outra movimentação se destacou na noite. No decorrer do draft, Chicago Bulls e Minnesota Timberwolves negociaram e concluíram a troca do ala Jimmy Butler pelos armadores Zach Lavine e Kris Dunn. O acordo  também envolveu escolhas no draft. Os Timberwolves cederam aos Bulls a sétima seleção do evento, que acabou sendo o ala-pivô finlandês Lauri Markkanen.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!