Basquete

Com altas expectativas, Brasil passa em branco no Draft da NBA

LNB/Divulgação
Georginho, armador do Paulistano Imagem: LNB/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

23/06/2017 01h22

A imprensa internacional apontava como muito provável a escolha de ao menos um brasileiro no Draft da NBA, uma espécie de processo seletivo para selecionar calouros para a maior liga de basquete do mundo. Mas após 60 nomes serem anunciados entre a quinta e sexta-feira (23), nenhum era brasileiro.

O jogador do país com maiores chances, segundo as projeções da imprensa internacional e brasileira, era o armador Georginho, do Paulistano. Ele acompanhou o evento, transmitido pela primeira vez na integra no Brasil, pela ESPN, na casa da mãe. Seu nome aparecia na maioria dos sites especializados em projeções do Draft até o início do evento.

Times como Houston Rockets, Denver Nuggets e Milwaukee Bucks eram apontados como possíveis destinos do brasileiro, mas eles preferiram outros jogadores. Muitos deles vieram ao Brasil acompanhar seu desempenho, além de submeterem o armador a testes e treinos em solo americano.

A seleção deste ano ficou marcada pela baixa contratação de estrangeiros. A maioria dos que foram escolhidos apareceu nas posições menos valorizadas.

Nas redes sociais, vários torcedores se mostraram acordados até tarde apenas esperando um possível anúncio da contratação de Georginho. O evento terminou depois da 1h da manhã da sexta-feira.

Georginho, eleito o jogador que mais evoluiu do último NBB, se reuniu com a família em Diadema, região metropolitana de São Paulo, para assistir à transmissão. Como não foi escolhido, ele precisará de outra porta de entrada na NBA: uma vez não escolhido no Draft, um jogador não pode participar da seleção novamente.

Lucas Dias e Wesley Mogi, todos também do Paulistano, o vice-campeão da NBB, eram outros nomes apontados como possíveis no Draft, mas não foram lembrados.

Na temporada passada, nove brasileiros jogaram na NBA, mas a situação da maioria deles é considerada delicada, já que apenas dois, Bruno Caboclo e Lucas Bebê, têm contratos garantidos.

Armador é o primeiro escolhido

Conforme era esperado, o armador Markelle Fultz foi selecionado pelo Philadelphia 76ers como a primeira escolha do draft da NBA. O segundo escolhido foi o armador Lonzo Ball, recrutado pelo Los Angeles Lakers, seguido pelo ala Jayson Tatum (Boston Celtics), pelo ala Josh Jackson (Phoenix Suns) e pelo armador De'Aaron Fox (Sacramento Kings).

Uma outra movimentação se destacou na noite. No decorrer do draft, Chicago Bulls e Minnesota Timberwolves negociaram e concluíram a troca do ala Jimmy Butler pelos armadores Zach Lavine e Kris Dunn. O acordo  também envolveu escolhas no draft. Os Timberwolves cederam aos Bulls a sétima seleção do evento, que acabou sendo o ala-pivô finlandês Lauri Markkanen.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
Redação
Bala na Cesta
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
Esporte Ponto Final
Redação
Redação
Bala na Cesta
Na Vitrine
Redação
Redação
Redação
Redação
Bala na Cesta
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
Redação
Bala na Cesta
Blog Olhar Olímpico
Redação
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
UOL Esporte
Redação
Redação
Bala na Cesta
EFE
Topo