Basquete

Sete astros da NBA podem trocar de time a partir deste sábado

Brian Spurlock/USA TODAY Sports
Paul George, jogador do Indiana Pacers Imagem: Brian Spurlock/USA TODAY Sports

Do UOL, em São Paulo

30/06/2017 18h08

A temporada 2016-17 da NBA acabou de vez nesta semana com a noite de gala das premiações da liga. No entanto, muito pode mudar a partir deste sábado (1º), pois além do período de trocas, as equipes iniciarão as contratações dos chamados “agentes livres” no mercado.

Dois negócios bombásticos foram consumados nas duas últimas semanas: Jimmy Butler foi para o Minnesota Timberwolves em troca de Zach Lavine e Kris Dunn (Chicago Bulls e Wolves também inverteram posições no último draft) e Chris Paul foi mandado para o Houston Rockets por um pacotão de jogadores, com destaque para Patrick Beverley, Lou Williams, Montrezl Harrell e Sam Dekker, reforços do Los Angeles Clippers.

As mudanças de grandes nomes colocaram em segundo plano, por exemplo, a ida do pivô Dwight Howard, outrora uma estrela da NBA, do Atlanta Hawks para o Charlotte Hornets.

O mercadão da NBA, não deve parar por aí, entretanto. O UOL Esporte lista a seguir os jogadores que podem mudar de casa até o início da próxima temporada.

TROCAS

Paul George, do Indiana Pacers

O queridinho do mercado é Paul George, cujo nome é envolvido em rumores há meses. A equipe que aparece com maior força é o Boston Celtics, que de acordo com o “Boston Herald” está intimidado com o preço pedido pelo ala dos Pacers. Com um ano de contrato restante, ele se tornará agente livre ao final da próxima temporada e já declarou que deseja jogar no Los Angeles Lakers. Outros possíveis destinos: Cleveland Cavaliers e Houston Rockets.

Michael Reaves/Getty Images/AFP
Imagem: Michael Reaves/Getty Images/AFP

Carmelo Anthony, do New York Knicks

Capaz de bloquear trocas por uma cláusula em seu contrato com o New York Knicks, o ala Carmelo Anthony chegou a expressar o desejo de deixar o time ao longo da última temporada, após desentendimentos com o então presidente Phil Jackson – demitido nesta semana.

A saída de Jackson melhora o ambiente para Carmelo em Nova York, mas não garante sua permanência. Os Knicks poderiam pagar o que devem ao jogador e encerrar o contrato antes da hora, mas querem algo em retorno por ele. O destino mais apontado pela “ESPN” é o Houston Rockets, porém o Cleveland Cavaliers também está na briga.

Jason Miller/Getty Images/AFP
Imagem: Jason Miller/Getty Images/AFP

Kevin Love, do Cleveland Cavaliers

Elo mais fraco do “Big Three” dos atuais vice-campeões da NBA, o ala-pivô Kevin Love é a melhor moeda de troca do Cleveland Cavaliers. LeBron James e Kyrie Irving são as principais estrelas do time, que não se mostrou páreo para o Golden State Warriors nas finais deste ano. Para tentar melhorar o time, a saída de Love pode ser a chave para a chegada de Paul George e até Carmelo Anthony.

Gary A. Vasquez/USA TODAY Sports
Imagem: Gary A. Vasquez/USA TODAY Sports

DeAndre Jordan, do Los Angeles Clippers

Único dos três grandes nomes do Los Angeles Clippers a ter contrato vigente com a equipe, o pivô DeAndre Jordan é a melhor moeda de troca da equipe. Com a saída de Chris Paul, há sinais de que a franquia pode encaminhar uma reconstrução de seu elenco e, de acordo com a “ESPN”, o time já começou a ouvir telefonemas pelo jogador – embora nomes dos interessados não tenham sido ventilados.

Eric Gay/AP
Imagem: Eric Gay/AP

LaMarcus Aldridge, do San Antonio Spurs

Aposta dos Spurs para preencher o vazio deixado com a aposentadoria de Tim Duncan, o ala-pivô LaMarcus Aldridge vem de uma temporada decepcionante que fez com que a equipe passasse a considera-lo uma moeda de troca. A franquia tentou usá-lo para subir no draft da última semana, de acordo com o “USA Today”, porém não obteve sucesso.

Soobum Im/USA TODAY Sports
Imagem: Soobum Im/USA TODAY Sports

Danny Green, do San Antonio Spurs

Considerado um bom defensor no perímetro, o ala-armador Danny Green interessa ao Cleveland Cavaliers, que conversou com os Spurs para tentar uma troca pelo jogador. Segundo a “ESPN”, no entanto, o acordo não andou pelos pedidos exagerados da franquia texana.

AGENTES LIVRES

Gene Sweeney Jr/Getty Images
Imagem: Gene Sweeney Jr/Getty Images

Gordon Hayward, do Utah Jazz

Destaque do Utah Jazz na última temporada, o ala Gordon Hayward vem de seu melhor ano na carreira e está livre para assinar com qualquer equipe. De acordo com a “ESPN”, o jogador já tem ao menos três reuniões marcadas com franquias da NBA: Miami Heat, Boston Celtics e o próprio Utah Jazz, único que pode oferecê-lo um contrato de cinco anos avaliado em US$ 180 milhões (R$ 596 milhões). Os Celtics têm um fator favorável na negociação: a relação do técnico Brad Stevens com o ala, treinado por ele na universidade de Butler.

Harry How/Getty Images
Imagem: Harry How/Getty Images

Blake Griffin, do Los Angeles Clippers

O ala-pivô do Los Angeles Clippers tinha uma opção de encerrar seu contrato um ano antes do fim – e foi o que ele fez. Atazanado por lesões recorrentes nas últimas temporadas, Griffin terá uma reunião visando uma renovação o único time que ele defendeu na NBA até o momento, que quer sua permanência. Entretanto, o Phoenix Suns já tem um encontro agendado com o atleta neste sábado, de acordo com o jornal “Los Angeles Times”.

Ronald Martinez/Getty Images
Imagem: Ronald Martinez/Getty Images

Outros casos

Os agentes livres não se resumem aos nomes citados acima. Outros de destaque estarão no mercado, como Kevin Durant, Stephen Curry, Andre Iguodala e Shaun Livingston, todos campeões com o Golden State Warriors. Do quarteto, apenas Iguodala teve seu nome vinculado a outros times, mas pode seguir no mesmo lugar.

Fora os campeões, o mercado estará repleto de armadores competentes, como Kyle Lowry, Jrue Holiday, George Hill, Jeff Teague, Derrick Rose e Rajon Rondo.

Quem também terá um período decisivo são os brasileiros da NBA. O trio de pivôs Thiago Splitter, Anderson Varejão e Nenê encontra-se sem time. O caso de Nenê é o mais confortável, já que ele teve momentos de brilho na última temporada pelo Houston Rockets e pode muito bem retornar à equipe, que esvaziou seu elenco após a troca por Chris Paul.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
Redação
Redação
Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
Esporte Ponto Final
Redação
Redação
Bala na Cesta
Na Vitrine
Redação
Redação
Redação
Redação
Bala na Cesta
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
Redação
Bala na Cesta
Blog Olhar Olímpico
Redação
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
UOL Esporte
Redação
Redação
Bala na Cesta
EFE
Redação
Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
Redação
Topo