Basquete

Ele ganhou mais de R$ 300 mi e faliu. Hoje, ensina como cuidar do dinheiro

Stan Honda/AFP
Antoine Walker pelo Boston Celtics em ação contra o New Jersey Nets Imagem: Stan Honda/AFP

Do UOL, em São Paulo

27/07/2017 04h00

Campeão da NBA em 2006 pelo Miami Heat, Antoine Walker passou dos US$ 100 milhões (cerca de R$ 316,5 milhões) em salários na carreira, mas teve de declarar falência anos depois de se aposentar. Hoje aos 40 anos de idade, o ex-ala-pivô usa as lições que tirou de seus problemas para ensinar a jogadores da liga profissional americana de basquete como cuidar do dinheiro.

Meses depois de se sagrar campeão da NCAA em 1996 como destaque da Universidade de Kentucky, Walker foi selecionado pelo Boston Celtics na sexta escolha do Draft. Logo em sua temporada de novato, mostrou potencial com médias de 17,5 pontos por exibição. Não demorou para que se tornasse um astro da franquia de Boston e, em seguida, da NBA em geral.

Além do título, Walker disputou três vezes o All-Star Game e foi capa do NBA Live, game sobre a liga americana de basquete. Entre 1996, ano que estreou pelos Celtics, e 2009, quando se aposentou com a camisa do Memphis Grizzlies, o ex-ala-pivô ganhou exatamente US$ 108.142.015,00 (R$ 342.280.291,68).

A quantia, no entanto, não foi o bastante para amparar Walker em sua aposentadoria. A pressão para ajudar amigos e familiares e a tentação por carros e roupas caras fez com que o ala-pivô se visse forçado a declarar falência em 2010, apenas um ano depois de se aposentar.

"O processo de jogar na NBA criou um padrão de vida muito caro para mim. Tive um estilo de vida muito bom cuidando não só de mim, mas também de meus irmãos e irmãs. Sou o mais velho dos seis, então vi minha mãe nos criar sozinha. Tenho dois filhos, e trouxe os amigos para a jornada também", contou Walker, em entrevista ao jornal americano "USA Today".

"Tinha um grupo de amigos, sete ou oito que cresceram no mesmo bairro que eu. Eu meio que levei eles nessa jornada pela NBA comigo e me certifiquei de que eles também aproveitassem os frutos do meu trabalho", completou o ex-jogador, natural de Chicago.

Durante sua carreira na NBA, Walker jamais repetiu um terno e teve mais carros do que consegue lembrar. Além dos enormes gastos, o ex-Celtic ainda teve de lidar com problemas quando resolveu investir no setor imobiliário.

"Durante o processo de cuidar de amigos e família e criar um estilo de vida para mim mesmo, após sete anos de carreira eu resolvi que queria me aventurar no setor imobiliário. Eventualmente, quatro anos depois, acabou dando errado. A recessão bateu", contou.

"Minha queda, o erro que cometi, foi ser o gerente da empresa imobiliária e colocar minhas finanças pessoais para obter empréstimos", completou.

Depois de passar anos falido, Walker anunciou em 2013 que finalmente estava livre de dívidas. No ano seguinte, lançou um programa de educação financeira para guiar jovens atletas e evitar que cometam os mesmos erros que o ex-ala-pivô cometeu com seu dinheiro.

Walker transformou mais de R$ 300 milhões em falência. Agora, tenta inverter a narrativa e transformar a parte ruim de sua história em boas lições.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Redação
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
EFE
Bala na Cesta
AFP
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
EFE
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
Redação
Redação
Bala na Cesta
EFE
Redação
Redação
Bala na Cesta
EFE
Redação
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
Bala na Cesta
Redação
Redação
Bala na Cesta
Bala na Cesta
Redação
EFE
Topo