Topo

Basquete

Escândalo no basquete universitário dos EUA derruba técnico mais bem-pago

Getty Images/Andy Lyons
Rick Pitino perdeu o emprego na Universidade de Louisville Imagem: Getty Images/Andy Lyons

Do UOL, em São Paulo

27/09/2017 17h56

O técnico Rick Pitino o mais bem-pago do basquete dos Estados Unidos, foi demitido da Universidade de Louisville nesta quarta-feira (27) após um escândalo de corrupção. Ele foi acusado, em meio a uma investigação do FBI, de participar de um esquema de corrupção, junto a outros treinadores, que pagava dinheiro às famílias de potenciais jogadores recrutados pelas universidades.

Além de Pitino, o diretor atlético de Louisville, Tom Jurich, também deixou o cargo. Tecnicamente, os dois ainda não foram demitidos, mas receberam uma espécie de aviso prévio. Segundo o jornal USA Today, isso se deve ao fato de o contrato de Pitino impedir que ele seja imediatamente mandado embora.

O presidente interino Greg Postel afirmou estar "mais furioso do que envergonhado" com a situação. "Vamos encontrar uma pessoa com integridade. Não há razão para esse time não ter uma boa temporada", declarou ele.

Pitino, que na temporada 2016/17 ganhou um salário de cerca de US$ 7,8 milhões (R$ 24,9 milhões), tem uma carreira de quase 30 anos como treinador. Ele tem dois títulos universitários, já dirigiu o Boston Celtics e o New York Knicks na NBA e entrou para o Hall da Fama do Basquete em 2013.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!