Topo

Basquete

Finalistas nos últimos anos, Cavs e Warriors têm início preocupante na NBA

Ken Blaze/USA TODAY Sports
LeBron James sofre falta em jogo contra o New York Knicks Imagem: Ken Blaze/USA TODAY Sports

Rodrigo Trindade

Do UOL, em São Paulo

01/11/2017 04h00

Golden State Warriors e Cleveland Cavaliers polarizaram a NBA nas últimas temporadas. Ambos foram finalistas em 2015, 2016 e 2017. Como esperado, chegaram como favoritos em suas conferências para esse ano, mas ao final do primeiro mês da nova temporada, os dois times tiveram um início abaixo do esperado – especialmente a equipe de LeBron James.

A amostragem, é claro, ainda é pequena, afinal a temporada da NBA teve início no dia 17 de outubro. Mesmo assim, após oito jogos dos Warriors e sete dos Cavaliers, o aproveitamento dos dois times começa é no mínimo decepcionante, dadas expectativas criadas antes do início do campeonato.

A situação dos Cavaliers é a que mais chama a atenção. O time liderado por LeBron tem quatro derrotas, sendo que três delas foram contra equipes apontadas como piores da liga: Orlando Magic, Brooklyn Nets e New York Knicks. A outra foi para o New Orleans Pelicans, time que não foi aos playoffs da Conferência Oeste na temporada passada.

E não foram derrotas insignificantes. Exceto pelos dois primeiros jogos, vitórias contra Boston Celtics e Milwaukee Bucks, os Cavs foram pífios defensivamente cedendo mais de 110 pontos a todos os adversários. Após sete partidas, a equipe de Cleveland é dona do quarto pior índice de defesa da NBA: 109,8, melhor apenas que Minnesota Timberwolves, Dallas Mavericks e Brooklyn Nets.

A seu favor, o Cleveland Cavaliers tem o argumento de que é um novo time em adaptação após a troca com o Boston Celtics por Kyrie Irving. A princípio, o time jogaria com a seguinte escalação: Derrick Rose, Dwyane Wade, LeBron James, Jae Crowder e Kevin Love.

Com uma lesão de Derrick Rose (já recuperado) e Wade assumindo que não deveria ser titular, o técnico Tyronn Lue decidiu retornar a um formato semelhante ao do time dos últimos anos. Tristan Thompson voltou a ser o pivô e JR Smith o ala-armador, sendo Rose a única alteração no cinco inicial do último ano.

As mudanças não devem parar por aí, já que o armador Isaiah Thomas se recupera de lesão no quadril e pode tomar a posição de titular armador da equipe. Dono de um arremesso melhor que o de Derrick Rose, o jogador de 1,75m encaixa melhor em um time que, na prática, é armado pelo ala LeBron James.

Kyle Terada/USA TODAY Sports
Warriors têm tido dificuldades para vencer Imagem: Kyle Terada/USA TODAY Sports

Ao contrário dos Cavs, o Golden State Warriors não tem a desculpa da falta de continuidade para o desempenho abaixo do esperado. Os titulares são os mesmos do time que levou o título no primeiro semestre e o banco foi reforçado com jogadores mais renomados, como o ala-armador Nick Young.

Ainda assim, foram poucas as atuações convincentes desde o meio de outubro. Exceto pelas vitórias sobre o frágil Dallas Mavericks e o freguês Los Angeles Clippers (que perdeu a 12ª seguida para os Warriors), a equipe treinada por Steve Kerr tem tido vida difícil. São cinco vitórias e três derrotas, sendo duas delas em casa.

Um fator para esse início inconstante é o desleixo com a bola. Antes do início dos jogos de terça-feira (31), os Warriors eram os líderes da NBA no quesito turnovers. Foram 141 perdas de posse de bola dos atuais campeões, quase dez a mais que o Utah Jazz, segundo colocado no índice. A falta de cuidado é um fator primordial para o time de Stephen Curry, Kevin Durant, Klay Thompson e Draymond Green ter o quinto pior índice defensivo da competição, empatado com o Phoenix Suns: 108,3.

Conclusões são prematuras, já que ambas as equipes ainda têm mais de 70 jogos pela frente na temporada. Uma "desculpa" que os times podem usar é que a NBA começou mais cedo em 2017, com menos tempo para treinos e uma pré-temporada encurtada.

De qualquer forma, os times donos de Leste e Oeste da maior liga de basquete do mundo nos últimos anos deixaram a desejar neste início de caminhada em busca de mais um título.

* Estatísticas oficiais da NBA e do site Basketball-Reference.com

 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!