Topo

Basquete

Por que você não deve pesquisar sobre destaque da sensação da NBA no Google

Kim Klement/USA TODAY Sports
Evan Fournier em ação pelo Orlando Magic contra o Boston Celtics Imagem: Kim Klement/USA TODAY Sports

Do UOL, em São Paulo

10/11/2017 04h00

Potência improvável deste início de temporada 2017/2018, o Orlando Magic tem como destaque o francês Evan Fournier, maior cestinha da equipe na campanha com média de 20,5 pontos por exibição. No entanto, quem se interessar em saber mais sobre o ala-armador precisa ter cuidado ao pesquisar seu nome no Google, já que o jogador é homônimo de uma doença genital de aparência perturbadora.

Trata-se da Gangrena de Fournier, também conhecida como Síndrome de Fournier, descrita como fasciite necrosante caracterizada por uma infecção aguda dos tecidos do períneo. Em outras palavras, uma condição que apodrece a pele na região localizada entre o ânus e o órgão genital do afetado.

A Gangrena de Fournier recebeu esse nome em homenagem a Jean Alfred Fournier, dermatologista francês que morreu em 1914 e se especializou no estudo de doenças venéreas. Ele ainda é responsável por batizar mais duas condições: o Sinal de Fournier, que são feridas na boca resultantes da cicatrização de lesões causadas pela sífilis congênita, e a Tíbia de Fournier, quando o osso é afetado pela doença sexualmente transmissível.

Assim como o jogador do Magic, o médico também é francês.

Ala-armador de 25 anos de idade, Evan Fournier chegou à NBA em 2012, quando foi selecionado pelo Denver Nuggets na 20ª escolha do Draft. Como o jogador já tinha quatro anos de basquete profissional nas costas, muitos jornalistas que cobrem a liga profissional americana foram ao Google para pesquisar informações sobre o então novato.

Como nos Estados Unidos e na Europa os esportistas profissionais costumam ser conhecidos por seus sobrenomes, "Fournier" foi o termo usado nas buscas. Por isso, muitos foram surpreendidos com as perturbadoras imagens da doença genital.

Por sorte, os americanos levaram a coincidência na brincadeira e apelidaram Fournier de "Don’t Google", ou "Não pesquise no Google", em tradução livre. Caso você decida ignorar o conselho por sua conta e risco, fique tranquilo: a síndrome não é contagiosa e costuma ser originária de infecções.

Referência de time sensação

Depois de dois anos nos Nuggets, Fournier foi trocado para o Magic no dia 26 de junho de 2014. O ala-armador partiu para a franquia da Flórida junto a Devyn Marble, e seu ex-time recebeu Arron Afflalo como compensação. Desde então, o francês vive sua melhor temporada.

Na temporada 2014/2015, Fournier teve médias de 12 pontos e 2,6 rebotes em 28,6 minutos por partida. Na campanha, o Magic venceu somente 25 dos 82 jogos que disputou, registrando aproveitamento de 30,5% e ficando na última colocação na Divisão Sudeste.

Depois, na temporada 2015/2016, Fournier melhorou seus números individuais, apresentando médias de 15,4 pontos e 2,8 rebotes em 32,5 minutos por exibição. Porém, o Magic continuou na lanterna da Divisão Sudeste – dessa vez com 35 vitórias e 42,7% de aproveitamento na temporada.

Fournier manteve sua curva ascendente na temporada 2016/2017, quando registrou médias de 17,2 pontos e 3,1 rebotes em 32,9 minutos por exibição. O Magic, no entanto, permaneceu na lanterna da Divisão Sudeste com 29 vitórias e 35,4% de aproveitamento.

Neste início de temporada, no entanto, tudo mudou. O técnico Frank Vogel abriu mão de usar uma dupla de garrafão mais tradicional e encheu o time de jogadores ágeis, adaptando sua equipe ao estilo moderno da NBA. Com isso, o Magic venceu sete dos seus primeiros 11 jogos na campanha, incluindo triunfos sobre as potências Cleveland Cavaliers e San Antonio Spurs, e lidera a Divisão Sudeste.

Fournier é um dos principais beneficiados pelo ritmo mais veloz do time, e até aqui apresenta médias de 20,5 pontos e 4,5 rebotes em 33,8 minutos por exibição. Se mantiver o bom desempenho, o ala-armador pode disputar os playoffs pela primeira vez desde sua temporada de novato, quando foi eliminado na primeira rodada com os Nuggets.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!