Topo

Basquete

Briga com leão e origem no vôlei: camaronês de R$ 500 milhões brilha na NBA

Matt Slocum/AP
Joel Embiid tem 23 anos e é um dos destaques desta temporada Imagem: Matt Slocum/AP

Do UOL, em São Paulo

25/11/2017 04h00

Quando chegou aos Estados Unidos depois de ser descoberto pelo conterrâneo Luc Mbah a Moute, do Houston Rockets, Joel Embiid tinha só 16 anos e muita experiência no vôlei e no futebol. O basquete, no entanto, era novo em sua vida. O sotaque do camaronês e sua técnica ainda pouco desenvolvida faziam os garotos do time colegial zombarem de Embiid.

Apesar de seu jeito tranquilo, o pivô de 2,13m percebeu que precisava se impor. Ao notar que os garotos tinham poucas informações e muito preconceito sobre a vida real na África, imaginando que leões e tigres fizessem parte da infância de todas as crianças, Embiid achou uma solução para combater o bullying.

“Usei isso a meu favor, contando para eles como eu tinha matado um leão e como isso tinha feito de mim um homem, já que eu tinha seis anos e precisei entrar na selva para matar um leão e levar o corpo nas costas até minha vila”, contou o hoje jogador do Philadelphia 76ers ao “The Vertical”.

A história era mentira, mas ajudou Embiid. Em quadra, a adaptação também foi difícil no início, principalmente por sua falta de experiência no basquete. Seu pai sempre apostou nele como um jogador de vôlei que poderia brilhar na Europa. Mas a ideia de uma namorada sugerindo o basquete animou Embiid, que logo participou de uma espécie de “peneira” em sua cidade.

Foi quando o pivô acabou descoberto por Moute. Meses depois, ele embarcou aos Estados Unidos sob a tutela do compatriota. Embiid ficou só um ano no basquete universitário e aos 20 anos já partiu para o draft da NBA. Foi a terceira escolha no geral, sendo selecionado pelos 76ers.

Nas primeiras duas temporadas pela equipe, no entanto, ele sofreu com lesões, principalmente no pé, e não fez um jogo oficial sequer. Para piorar, seu irmão mais novo morreu vítima de um acidente de trânsito.

Sua estreia só aconteceu em outubro de 2016. Por isso, um ano depois, quando foi divulgada sua renovação contratual por cinco anos e quase R$ 500 milhões, a desconfiança pairou sobre os 76ers.

Afinal, Embiid tinha feito só 31 jogos em mais de dois anos. Nos últimos dias, o cenário já mudou bastante. Depois de fazer 32 pontos diante do Los Angeles Clippers, o pivô deu um show contra os Lakers, anotando 46 pontos (seu recorde pessoal), 15 rebotes, sete assistências e sete tocos.

Atualmente com 23 anos, Joel Embiid também é conhecido na NBA por seu carisma e pelas brincadeiras que faz nas redes sociais. Se antes ele precisou “matar um leão” para se entrosar, agora é o basquete que o ajuda a conquistar a admiração de muita gente nos Estados Unidos.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!