Topo

Basquete

Ex-BBB vira influência entre basqueteiros e ganha espaço até com a NBA

Divulgação
Fernando Medeiros, ex-BBB e apresentador do NBA Freestyle Imagem: Divulgação

Lucas Pastore

Do UOL, em São Paulo

29/03/2018 04h00

Terceiro colocado no BBB15, Fernando Medeiros é a nova aposta da NBA Brasil. Aos 35 anos de idade, o praticante de basquete 3x3 será uma das atrações do NBA Freestyle, programa que será transmitido pelo Twitter oficial do escritório brasileiro da liga americana e estreia nesta quinta-feira (29), às 20h (de Brasília). Com isso, o ex-participante do reality show se consolida como influenciador para o público que acompanha a modalidade no país.

Nascido no Rio de Janeiro, Fernando é primo dos irmãos Olívia e Olivinha – o primeiro defendeu as cores da seleção brasileira de basquete na Olimpíada de 1996, e o segundo é tetracampeão do NBB defendendo as cores do Flamengo, seu atual clube.

Fernando também sempre jogou basquete, modalidade que promove desde o tempo em que fez parte de projetos do Afroreggae. A passagem pelo BBB, naturalmente, potencializou seu alcance, o que tornou o carioca ainda mais famoso.

Isso fez com que Fernando fechasse com a Adidas. Assim, passou a promover ações da marca ligadas à modalidade aproveitando sua boa entrada entre fãs da modalidade. Agora, é a vez da NBA dar uma nova oportunidade para o carioca aparecer nas câmeras, dessa vez para falar sobre seu esporte predileto.

"A minha base da pirâmide é o basquete - eu falo de muitos esportes, assisto muitos esportes, mas o basquete é a base da pirâmide. Então, por eu ter vivido isso durante muito tempo, acho sim que é uma boa oportunidade, tem algumas portas abertas por ter vivido isso e por ser um porta voz da modalidade no Brasil hoje. Hoje eu acabo sendo um influenciador da modalidade. Tanto que eu trabalho para Adidas, NBA, NBB, grandes organizações que falam de basquete, justamente por conta dessa ampliação da minha voz, né, do meu potencial orgânico com a modalidade. Não é nada forçado, eu vivi aquilo, então é fácil falar", disse Fernando, ao UOL Esporte.

De fato, a NBA não é a primeira liga a explorar o potencial de entrada que o carioca tem com fãs da modalidade. Fernando foi um dos convidados para o Jogo das Celebridades do NBB, umas das atrações do Jogo das Estrelas, disputado dia 18 de março no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

"O evento foi maravilhoso. Tinha acabado de chegar de Los Angeles, fui cobrir o All-Star Game da NBA, e um mês depois a gente teve o Jogo das Estrelas do NBB. Claro, a gente está falando de NBA, a maior liga do mundo, com investimento altíssimo, mas aqui no Brasil a LNB está fazendo um grande trabalho. Basquete tem ganhado muitos seguidores, fãs, adeptos da modalidade, e as crianças estão voltando a jogar. Basquete está crescendo, a gente vê isso através principalmente das redes sociais, a audiência dos canais aumentando, mais canais transmitindo. Hoje tem basquete quase todo dia, tanto nos canais a cabo quanto na TV aberta. Foi um espetáculo lindo, com o Ibirapuera lotado. O jogo foi sensacional, disputadíssimo. As atrações foram super bem vistas. Então, fazer parte disso é muito legal. Me sinto bem orgulhoso com isso", opinou.

Além disso, Fernando é promotor das edições brasileiras do Adidas Nations, tradicional evento da marca ligado ao basquete.

Treino para a telinha

Divulgação
Fernando Medeiros, Diana Bouth, Lucas Koka e Rapha Lima, apresentadores do NBA Freestyle Imagem: Divulgação

Apesar de já ser conhecido do público que acompanha basquete, Fernando não quis confiar apenas no seu alcance para apresentar o NBA Freestyle. Desde que recebeu as primeiras sondagens relacionadas à nova carreira, o carioca começou a treinar sua postura diante das câmeras.

"Já estou nessa há algum tempo, na luta e envolvido com isso, com apresentação, comunicação. Começaram a surgir oportunidades, e eu comecei a investir na parte técnica. Sou extrovertido, comunicativo, claro, mas a parte técnica precisa ser aprimorada. Por mais que eu tenha essa facilidade", declarou.

Durante o processo para se tornar apresentador, Fernando tentou aprender com algumas personalidades que elegeu como influências positivas para sua nova carreira. Entre elas, estão os apresentadores Otaviano Costa e Tatá Werneck e os jornalistas esportivos Alex Escobar, Paulo Antunes e Everaldo Marques.

"Tem muita gente bacana hoje. Acabo observando e tirandi um pouco de cada um. Por exemplo, quando a gente fala de entretenimento hoje, eu gosto muito do Otaviano Costa pela multiplicidade dele. Canta, dança, se pedir para fazer um texto mais sério ele faz. Então, é um cara muito múltiplo. Faz programa ao vivo, que geralmente não é tão simples. Faz muita coisa e consegue fazer muitas interpretações apresentando o programa. Então, gosto bastante dele. Na área esportiva, tem o Escobar, que tem umas tiradas muito legais. Na área da espontaneidade, a gente tem a Tatá Werneck hoje no Multishow, que tem tudo na ponta da língua de improviso, raciocínio rápido, e trabalhar com humor também é difícil. Alguns que possuem bordões muito legais são Paulo Antunes e Everaldo Marques, da ESPN. Têm muitos bordões legais, que marcam. Uma galera que eu fico observando e tentando ver o que tem de mais positivo em cada um", listou.

Porém, vale ressaltar que a passagem de Fernando pelo BBB está longe de ser sua única experiência prévia diante das câmeras.

"Então, eu quando trabalhei no Afroreggae, como a gente tinha muitos produtos na TV, principalmente na TV a cabo, eu já tinha uma familiaridade com o processo de câmera, de TV, de produção. A gente tinha quatro programas no ar. Programas com pegada social. Então, eu já gostava disso, além de ter participado de alguns programas. Isso na época, oito anos atrás. Já tinha feito até algumas coisas na TV. Apresentei um documentário "Desafio da paz" no Multishow, um projeto que eu tinha no Afroreggae que foi ao ar. Já tinha uma familiaridade, uma conexão. Claro que o tempo vai passando, você vai se aprimorando, conhecendo pessoas, então existe um desejo de você participar com mais técnica no processo. Então, com a visibilidade que eu consegui alcançar, tive a oportunidade de participar de alguns programas de TV e vi a possibilidade de tentar focar nessa carreira. Acho uma boa. Tenho essa facilidade, por isso estou investindo", contou.

O carioca vai dividir a apresentação do NBA Freestyle com Diana Bouth, apresentadora e DJ, Lucas Koka, ator, cantor, poeta e MC, e Rapha Lima, DJ e locutor. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!