Topo

Basquete

Cinco motivos para crer que a final da NBA não será Warriors x Cavaliers

Do UOL, em São Paulo

14/04/2018 04h00

Nos últimos três anos, Golden State Warriors e Cleveland Cavaliers se enfrentaram nas finais da NBA. Os californianos venceram em 2015 e 2017, enquanto a franquia de Ohio levou em 2016. Apesar do domínio recente, existem motivos para acreditar que a decisão não vai se repetir em 2018. Confira a seguir:

Novas ameaças

Christopher Katsarov/The Canadian Press via AP
Nenê, brasileiro do Houston Rockets, marca DeMar DeRozan, astro do Toronto Raptors Imagem: Christopher Katsarov/The Canadian Press via AP

Warriors e Cavaliers não terminaram a temporada regular como líderes de suas respectivas conferências devido à ascensão de duas novas forças. O Houston Rockets se reforçou com Chris Paul, PJ Tucker e Luc Mbah a Moute antes do campeonato e ainda contratou Gerald Green e Joe Johnson durante a campanha. O time deu liga rapidamente e conseguiu 65 vitórias em 82 jogos, melhor marca da liga, terminando como líder do Oeste. No Leste, o primeiro colocado foi o Toronto Raptors, que se reforçou com CJ Miles, selecionou OG Anunoby no Draft e continuou o desenvolvimento de seus jovens jogadores em projeto que lhe rendeu 59 triunfos em 82 partidas.

Saúde

Jeff Chiu/AP
Stephen Curry durante jogo do Golden State Warriors contra o Atlanta Hawks Imagem: Jeff Chiu/AP

Durante a temporada, os dois times sofreram com problemas em seus astros. Ala-pivô dos Cavaliers, Kevin Love teve um ataque de pânico em novembro e ainda fraturou a mão esquerda. Com isso, disputou apenas 59 dos 82 jogos da equipe na temporada. Além disso, o time começa a pós-temporada com o Kyle Korver, que enfrenta problema no pé direito, como dúvida. Nos Warriors, a situação é ainda mais preocupante: MVP da liga em 2016, o armador Stephen Curry se recupera de lesão no joelho esquerdo e deve perder toda a primeira fase dos playoffs. Patrick McCaw, que poderia ser opção para a posição, machucou as costas e não tem previsão de volta. Todos os principais jogadores do elenco sofreram com problemas físicos durante a temporada. Klay Thompson disputou 73 dos 82 jogos dos californianos, contra 70 de Draymond Green, 68 de Kevin Durant, 64 de Andre Iguodala e 51 de Stephen Curry.

O Rei está sozinho?

David Richard/USA TODAY Sports
LeBron James durante jogo do Cleveland Cavaliers contra o New York Knicks Imagem: David Richard/USA TODAY Sports

Apelidado de Rei, LeBron James jogou 3.026 minutos nesta temporada, liderando a NBA no quesito. Na campanha, o astro dos Cavaliers registrou 9,1 assistências e 8,6 rebotes por jogo, maiores marcas de sua carreira, além de 27,5 pontos, maior desde a temporada 2009/2010. Aos 33 anos de idade, nunca havia disputado as 82 partidas como fez neste campeonato. Mesmo assim, conseguiu apenas a quarta colocação na Conferência Leste. Prova de que o elenco de apoio, reformulado durante a temporada, pode não ser suficiente.

O príncipe está surgindo

Mitchell Leff/Getty Images/AFP
Ben Simmons abraça LeBron James após jogo do Philadelphia 76ers contra o Cleveland Cavaliers Imagem: Mitchell Leff/Getty Images/AFP

Selecionado na primeira escolha do Draft de 2016, Ben Simmons perdeu toda a primeira temporada para se recuperar de lesão. O ala estreou pelo Philadelphia 76ers neste campeonato, registrando médias de 15,8 pontos, 8,2 assistências e 8,1 rebotes por jogo e guiando o jovem time à terceira colocação no Leste. Agenciado pela mesma empresa que cuida da carreira de LeBron, o jovem foi chamado de “Fresh Prince of Bel-air” pelo astro dos Cavaliers. O apelido é um trocadilho com a própria alcunha de Rei de LeBron e com o seriado que Will Smith estrela e que acontece na Filadélfia. O Príncipe venceu os dois últimos duelos entre os dois disputados na temporada.

Gigante imponente

Jeff Chiu/AP
Rudy Gobert em ação pelo Utah Jazz contra o Golden State Warriors Imagem: Jeff Chiu/AP

Companheiro do brasileiro Raulzinho no Utah Jazz, Rudy Gobert disputou apenas 56 jogos na temporada depois de machucar o joelho esquerdo em dezembro. No entanto, desde que o pivô francês voltou, a equipe venceu 32 partidas e perdeu apenas oito, arrancando rumo à quinta colocação na Conferência Leste. Como base de comparação, o Houston Rockets, melhor time da temporada, venceu 36 jogos e perdeu cinco no período. O time de Salt Lake venceu os três últimos confrontos com os Warriors.

Serviço

Divulgação
Imagem: Divulgação

Os playoffs da temporada 2017/2018 começam neste sábado (13). Às 16h, o Golden State Warriors recebe o San Antonio Spurs. Depois, o Toronto Raptors recebe o Washington Wizards às 18h30. Mais tarde, o Philadelphia 76ers recebe o Miami Heat às 21h. Por fim, o Portland TrailBlazers recebe o New Orleans Pelicans às 23h30.

As outras quatro séries terão início neste domingo. Às 14h, o Boston Celtics recebe o Milwaukee Bucks. Depois, às 16h30, o Cleveland Cavaliers recebe o Indiana Pacers. Mais tarde, o Oklahoma City Thunder recebe o Utah Jazz às 19h30. Por fim, o Houston Rockets recebe o Minnesita Timberwolves às 22h.

Na NBA, os playoffs são disputados em formato melhor de sete. Quem vencer quatro vezes primeiro elimina o adversário. A equipe que teve melhor campanha na temporada regular joga as partidas 1, 2, 5 e 7 da série em casa.

Donos dos direitos de transmissão da NBA, SporTV e ESPN já confirmaram quais jogos vão transmitir nas primeiras rodadas da primeira fase dos playoffs. Confira abaixo:

14/4, 16h – Golden State Warriors x San Antonio Spurs – ESPN
14/4, 18h30 – Toronto Raptors x Washington Wizards – ESPN
14/4, 21h – Philadelphia 76ers x Miami Heat – ESPN
14/4, 23h30 – Portland TrailBlazers x New Orleans Pelicans – ESPN
15/4, 16h30 – Cleveland Cavaliers x Indiana Pacers – SporTV 3
15/4, 19h30 – Oklahoma City Thunder x Utah Jazz – SporTV 2
15/4, 22h – Houston Rockets x Minnesota Timberwolves – SporTV 2
16/4, 21h – Philadelphia 76ers x Miami Heat – SporTV 2
16/4, 23h30 – Golden State Warriors x San Antonio Spurs – SporTV 2
18/4, 22h30 – Houston Rockets x Minnesita Timberwolves – SporTV 3
19/4, 22h – New Orleans Pelicans x Portland TrailBlazers – SporTV 3
20/4, 21h – Washington Wizards x Toronto Raptors – SporTV 2
21/4, 15h30 – Miami Heat x Philadelphia 76ers – SporTV 2
21/4, 18h – New Orleans Pelicans x Portland TrailBlazers – SporTV 2
22/4, 19h – Washington Wizards x Toronto Raptors – SporTV 2
22/4, 21h30 – Indiana Pacers x Cleveland Cavaliers – SporTV 2
23/4, 23h30 – Utah Jazz x Oklahoma City Thunder – SporTV 2

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!