Topo

Basquete

Conheça a fisioterapeuta responsável pela recuperação de Stephen Curry

Reprodução/nba.com/warriors
Chelsea Lane em sessão de fisioterapia com Draymond Green, jogador do Golden State Warriors Imagem: Reprodução/nba.com/warriors

Do UOL, em São Paulo

04/05/2018 04h00

"Eu a vi muito nesta temporada. Estou meio cansado disso".

A frase, dita por Stephen Curry, astro do Golden State Warriors, antes do segundo jogo da série contra o New Orleans Pelicans, se refere a Chelsea Lane, parte importante da comissão técnica da franquia californiana. Foi graças a ela que o armador conseguiu entrar em quadra na partida e marcar 28 pontos em 27 minutos, guiando sua equipe à segunda vitória no confronto.

Curry se disse cansado de Lane em tom de brincadeira já que sofreu com lesões durante a temporada. O armador participou de apenas 51 dos 92 jogos feitos pelos Warriors na fase de classificação. Na reta final, sofreu com um problema no ligamento medial colateral do joelho esquerdo que prejudicou sua participação nos playoffs.

O problema tirou Curry da quadra pela primeira vez no dia 9 de março, dia em que os Warriors foram derrotados pelo Portland Trail Blazers em jogo disputado no Oregon. O astro perdeu seis jogos até que tentou voltar à quadra no dia 23, em casa, contra o Atlanta Hawks.

No entanto, Curry voltou a sentir o problema e deixou a quadra depois de apenas 25 minutos de ação. A lesão fez o jogador perder os dez jogos finais dos Warriors na temporada regular, além da série contra o San Antonio Spurs, válida pela primeira rodada dos playoffs e vencida pela equipe por 4 a 1, e a primeira partida da série contra os Pelicans.

John G. Mabanglo/Pool Photo via AP
Stephen Curry em ação pelo Golden State Warriors contra o New Orleans Pelicans Imagem: John G. Mabanglo/Pool Photo via AP

Durante todo esse tempo, Curry se viu sob os cuidados de Lane. Contratada em 2015 pelos Warriors, poucos meses depois de o armador conquistar seu primeiro título da NBA a serviço da franquia, a profissional chegou como chefe do departamento de preparação física e fisioterapia com a missão de manter o elenco saudável.

Lane chegou aos Warriors com 16 anos de experiência como fisioterapeuta. Nascida na Austrália, ela se mudou para a Nova Zelândia em 2006, quando passou a trabalhar para a High Performance Sport New Zealand, empresa que prestava serviços para atletas de alto rendimento da Nova Zelândia. Depois de atuar em Olimpíadas, seu último trabalho foi acompanhar a seleção local no Mundial de Atletismo de 2015.

Desde a chegada aos Warriors, Lane sabia que teria Curry o principal desafio. O armador sofreu com problemas nos tornozelos em seus primeiros anos na NBA e chegou a disputar somente 26 jogos na temporada 2011/2012, sua terceira na liga.

Entre as responsabilidades de Lane, estão desenvolver planos de terapia para lesões e melhorar o desempenho de jogadores em treinos e jogos oficiais. Com isso, é responsável por otimizar o aproveitamento de cada atleta. Sob seu comando, Curry não voltou a apresentar problemas nos tornozelos, disputando 79 jogos em cada uma das duas últimas temporadas e voltando a ser campeão no ano passado. O bom trabalho fez com que a fisioterapeuta fosse promovida a chefe do departamento apenas um ano depois de chegar à franquia.

Nesta temporada, o foco mudou para os joelhos de Curry. E a volta às quadras do armador mostra que o tratamento funcionou: foram 28 pontos em apenas 27 minutos, com o astro saindo do banco de reservas para ajudar sua equipe a abrir 2 a 0 na série, disputada em formato melhor de sete.

Nesta sexta-feira (4), quando os Warriors visitarem os Pelicans na terceira partida da série, Curry vai voltar ao quinteto titular da equipe de Golden State. Graças a Chelsea Lane. 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!