Topo

Basquete

Greve de caminhoneiros cancela evento da NBA com Raulzinho em Campinas

Eric Christian Smith/AP
Brasileiro Raulzinho é orientado pelo técnico Quin Snyder durante jogo do Utah Jazz contra o Houston Rockets Imagem: Eric Christian Smith/AP

Do UOL, em São Paulo

24/05/2018 19h35

A greve geral dos caminhoneiros afetou até a NBA no Brasil. Nesta quinta-feira (24), a liga norte-americana de basquete optou por cancelar um evento com o armador Raulzinho, do Utah Jazz, em Campinas, no interior de São Paulo, por problemas logísticos causados pela paralisação.

Raulzinho participaria de uma sessão de autógrafos na loja oficial da NBA em Campinas, no Shopping Dom Pedro, na noite desta sexta-feira (25), às 20h. 

O futebol também sentiu os reflexos da greve. Pela manhã, a Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) decidiu adiar todas as atividades nmarcara para este fim de semana nas competições que organiza também para evitar transtornos logísticos.

A medida afeta o Campeonato Carioca Série B1 sub-20, o Carioca Série B1 profissional e o troféu Guilherme Embry sub-16. As quatro divisões do Campeonato Brasileiro não serão afetadas, em princípio, de acordo com a CBF.

Os caminhoneiros protestam em mais de 20 Estados contra a alta do preço do diesel. Diversas rodovias do país foram paralisadas durante as manifestações.

A Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro) afirmou que os protestos poderão causar um problema no abastecimento de água no Rio de Janeiro. A companhia pediu para que a população economize no consumo até que a situação se normalize.

Os efeitos da greve foram sentidos em várias partes do país e em vários setores econômicos. Há relatos de falta de combustíveis, o que afeta o transporte público. Na alimentação, alguns estados já começam a sofrer com o desabastecimento, especialmente de produtos menos duráveis como frutas, verduras e legumes.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!