Topo

Basquete

Contrato com os Lakers e nova regra podem fazer LeBron jogar com seu filho

Jayne Kamin-Oncea/Getty Images
LeBron James com seus três filhos: LeBron James Junior, à esquerda, Zhuri James, ao centro, e Bryce Maximus James, à direita Imagem: Jayne Kamin-Oncea/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

03/07/2018 04h00

Nesse domingo (1º), LeBron James anunciou que aceitou proposta do Los Angeles Lakers e vai assinar contrato de quatro anos com a franquia. A duração do acordo, aliada a uma regra que deve entrar em voga na NBA em 2021, abre uma possibilidade: a que o ala jogue junto com seu filho após encerrar seu vínculo com a franquia angelina.

LeBron James Junior é o filho mais velho de LeBron. Nascido no dia 6 de outubro de 2004, tem 13 anos de idade e já se destaca jogando pelo time do seu colégio. Em 2022, data em que o ala ficará livre de seu contrato com os Lakers, seu filho terá 18 anos de idade.

Esta deve ser o exato momento em que LeBron James Junior pode chegar à NBA. A partir de 2021, a liga deve voltar a permitir que jogadores se inscrevam no Draft após deixarem o basquete colegial, sem a necessidade de passarem um ano em uma equipe universitária ou profissional. Caso a mudança no regulamento confirme a tendência e seja aprovada, o filho do reforço dos Lakers se tornará elegível a ser escolhido por uma franquia exatamente em 2022.

Assim, se LeBron cumprir seu contrato com os Lakers até o fim, vai se tornar agente livre poucos dias depois de ver qual franquia selecionou seu filho no Draft. Recentemente, em entrevista ao site americano "Uninterrupted", o astro disse que dividir a quadra com seu filho na NBA está entre os seus sonhos.

"Você pergunta qual seria a maior realização da minha carreira? Estar na mesma quadra que o meu filho na NBA. Isso seria o auge da minha vida como jogador da NBA", disse LeBron, dizendo que não importa se estivesse jogando com ou contra seu filho.

Caso o novo regulamento do Draft não seja aprovado, a coincidência só não aconteceria em duas situações. A primeira é caso LeBron opte por sair dos Lakers ao fim da terceira temporada prevista no contrato. Segundo reportagem do site americano "Yahoo", só os três primeiros anos do vínculo são garantidos, e o ala tem a opção de renovação unilateral para o quarto.

A segunda é se LeBron e os Lakers concordarem em rescindir amigavelmente antes que as quatro temporadas se completem. Vale se lembrar de que, pelas regras da NBA, LeBron leva o contrato caso seja trocado pelos Lakers. Então, esta possibilidade não é um risco à sua agência livre em 2022.