Topo

Basquete

NBA avisa que multará JR Smith toda vez que exibir nova tatuagem em jogos

Abbie Parr/Getty Images/AFP
JR Smith se revoltou com notificação da NBA sobre sua nova tatuagem Imagem: Abbie Parr/Getty Images/AFP

Do UOL, em São Paulo

01/10/2018 17h08

O ala-armador JR Smith, do Cleveland Cavaliers, foi notificado pela NBA que será multado por cada partida que sua nova tatuagem, na panturrilha direita, ficar exposta. O novo desenho, apresentado em sua conta no Instagram, em 2 de agosto, é do logotipo da marca de roupas Supreme.

A notificação foi revelada pelo próprio Smith, no último sábado (29), que se mostrou revoltado pela atitude da liga. "Fui informado hoje [sábado] que serei multado por cada jogo que não cobrir minha tatuagem da Supreme na perna. Esse pessoal da administração não existe!", publicou em sua conta no Instagram, colocando também o emoji do dedo do meio.

"Eu juro que sou a única com quem fazem essa p... Eu tenho que cobrir minha tatuagem por quê? Não fazem as pessoas cobrirem logos da Jordan, da Nike ou qualquer coisa, mas porque é comigo, se torna um problema do nada", encerrou.

Conforme citado pela Sports Illustrated, o artigo 37 do acordo coletivo entre a NBA e o sindicato dos jogadores dita que, "além do incorporado no uniforme e na identificação do fabricante no tênis, os atletas não podem, durante um jogo da NBA, mostrar qualquer nome, marca, logo ou outra identificação comercial, promocional ou de caridade , incluindo mas não limitada ao seu corpo, no seu cabelo, ou qualquer similar".

#Work #SupremeTeam

Uma publicação compartilhada por JR Smith (@teamswish)

em

Em 2013, o então colega de equipe de Smith, Iman Shumpert, foi obrigado a retirar o logotipo da Adidas que havia cortado em seu cabelo. Em 2001, Rasheed Wallace, do Portland Trail Blazers, também foi proibido de usar uma tatuagem temporária com o logo de uma marca de doces que faria comercial.

Por outro lado, casos semelhantes foram ignorados pela liga. Na última temporada, o próprio JR Smith e o ala Kelly Oubre Jr., do Washington Wizards, usaram um protetor de braço e uma meia de compressão, respectivamente, com o logo da própria Supreme. À época, a NBA não se pronunciou sobre o caso.

Especificamente sobre tatuagens, a liga nunca se manifestou sobre outros jogadores com logotipos desenhados no corpo. Entre os casos mais conhecidos estão o polonês Marcin Gortat, ala do Los Angeles Clippers, que tem o logo "Jumpman", da Jordan, na perna; o ala-pivô Carmelho Anthony, do Houston Rockets, que exibe as iniciais do estúdio Warner Bros. no ombro, em referência à sua cidade natal, West Baltimore; e o armador Kyrie Irving, do Boston Celtics, com o logotipo da série "Friends" no antebraço.