Topo

Basquete


Real x Barça vira guerra também no basquete com ameaça e ironia de Piqué

Do UOL, em São Paulo

2019-02-21T04:00:00

21/02/2019 04h00

Polêmicas com arbitragem, ameaça de abandono da liga, guerra de versões entre jornais da Catalunha e de Madri e até uma ironia de Gerard Piqué. Os elementos comuns de um Real Madrid x Barcelona no futebol compõem uma crise que atingiu em cheio o basquete espanhol depois do clássico que decidiu a Copa do Rei da modalidade no último domingo.

O Barcelona saiu vencedor do duelo (94 a 93), mas um lance nos segundos finais da prorrogação causou controvérsia e revolta por parte do Real Madrid. O time vencia por um ponto de diferença quando o Anthony Randolph conseguiu bloquear o pivô do Barcelona, Ante Tomic, no lance que encerrou o duelo. Com o cronômetro zerado, o lance foi para revisão em vídeo. 

Depois de quase um minuto de indefinição, a decisão foi por validar a cesta, considerando que a bola teria tocado primeiro na tabela e o toco, então, configurava interferência. Porém, as imagens deixam dúvidas, com a impressão de que o toque na bola do defensor foi anterior ao toque na tabela.

A revolta do Real Madrid após o jogo foi tamanha que gerou uma série de manifestações. O clube madrileno, segundo a imprensa espanhola, estuda até mesmo abandonar a Liga ACB, a principal da modalidade na Espanha.

O Barcelona, por sua vez, rebate o Real Madrid alegando que também foi prejudicado pela arbitragem. Em um lance anterior (veja no vídeo acima), com 10 segundos faltando para o término da partida, o jogador Chris Singleton subiu em contra-ataque para fazer uma bandeja que ampliaria a vantagem do time catalão para quatro pontos. Porém, recebeu um tranco do defensor, a falta não foi marcada e no ataque seguinte o Real conseguiu a virada.

Javier López/EFE
Lance da partida entre Barcelona e Real pela Copa do Rei de basquete Imagem: Javier López/EFE

Diante de tanta polêmica, a liga emitiu um comunicado durante a semana admitindo que "vários erros graves" haviam ocorrido no final do duelo, mas não puniu a arbitragem. A nota revoltou ainda mais o Real Madrid, que considerou a manifestação "lamentável" e continuaria estudando medidas.

A alta temperatura do basquete ganhou grande destaque, inclusive, nos jornais esportivos do país, assim como acontece no futebol. O madrileno "Marca" classificou a final como "o maior escândalo da história da arbitragem espanhola no basquete" e diferenciou as reclamações, dizendo que o Real Madrid foi prejudicado mesmo com revisão no vídeo mostrando o contrário.

Até mesmo o zagueiro Gerard Piqué, do time de futebol do Barcelona, entrou na polêmica. Após o duelo contra o Lyon, na Liga dos Campeões, o jogador que notoriamente alimenta a rivalidade entre os dois clubes não economizou na ironia, provando que um Barcelona x Real Madrid vai muito além do futebol.

"Tenho muito orgulho, eles (Barcelona) não eram favoritos e levantaram a Copa do Rei em Madri. Foram gladiadores contra os campeões da Europa. É verdade, os árbitros erraram. Primeiro para o Real, depois para o Barça... e virou toda essa bobagem do Real com os juízes. Se os árbitros não tivessem errado, o Barça sairia vencedor. Todo o barulho é para tentar esconder o de sempre, que o Barcelona foi campeão", disse

"Isso aconteceu com frequência nos últimos anos. No futebol, vão ao Calderón (antiga casa do Atlético), são ajudados e param de falar. Ainda bem que não estão em mais esportes, se não nós também iríamos sofrer no handebol, hóquei... É a estratégia que eles usam, e temos que nos acostumar", completou Piqué.

Vale lembrar que Barcelona e Real Madrid voltam a se enfrentar na Copa do Rei, mas de futebol. No dia 27 de fevereiro, os clubes duelam no Santiago Bernabéu depois de um empate por 1 a 1 no Camp Nou, na ida das semifinais. O clássico pelo Campeonato Espanhol está marcado para três dias depois, no dia 2 de março.