Topo

Basquete


Como o rapper Drake se tornou o torcedor mais "chato" da NBA

Drake comparece a jogo entre Toronto Raptors e Milwaukee Bucks -  Gregory Shamus/Equipa
Drake comparece a jogo entre Toronto Raptors e Milwaukee Bucks Imagem: Gregory Shamus/Equipa

Flávio Latif e Patrick Mesquita

Do UOL, em São Paulo (SP)

22/05/2019 04h00

Jogar em casa nos playoffs da NBA é algo de grande importância. E o Toronto Raptors é um dos times que melhor aproveitam o ambiente e apoio da torcida dentro do próprio ginásio. Só que, além de todo o barulho nas arquibancadas, a franquia conta com uma arma diferente no duelo contra o Milwaukee Bucks por uma vaga na decisão da liga: o rapper Drake.

Fanático pela equipe do Canadá, o músico comparece aos jogos sempre que pode e apoia o time de uma forma bem diferente em comparação aos torcedores considerados "comuns". Praticamente dono de um assento na primeira fileira da Scotiabank Arena, ao lado do banco de reservas dos Raptors, o rapper quase não fica sentado durante as partidas.

Em pé, Drake é daqueles que apoia os jogadores locais e critica duramente os rivais que passam perto dele. A vibração na beira da quadra é tanta que ele já arrumou confusões com atletas de outros times e hoje é visto como um dos torcedores mais chatos da NBA.

Veja as confusões de Drake com rivais dos Raptors:

Reprodução/ESPN
Imagem: Reprodução/ESPN

Drake x Giannis Antetokounmpo

A mais recente aconteceu com Giannis Antetokounmpo, dos Bucks. Durante o jogo 3 da série, Drake começou a provocar o grego, uma das maiores estrelas da NBA na atualidade. Giannis pareceu não se importar com os gritos, mas fez um jogo apagado e longe do apresentado ao longo dos playoffs. Enquanto isso, o rapper foi para casa tranquilo com a vitória dos Raptors por 118 a 112.

Já ontem (21), durante o jogo 4 da final da Conferência Leste, o rapper invadiu a quadra para rir quando Giannis errou um lance livre.

Reprodução/SN
Imagem: Reprodução/SN

Drake x Chicago Bulls

Em 2016, o Chicago Bulls vencia o Toronto Raptors por três pontos e tinha a posse de bola com menos de 30 segundos para o fim do confronto. Drake grudou em Justin Holiday, dos Bulls, e não parou de falar ao pé do ouvido do rival, que não conseguiu colocar a bola em jogo e cometeu uma violação, devolvendo a bola para os Raptors.

Reprodução/ESPN
Imagem: Reprodução/ESPN

Drake x Kevin Durant

As provocações do rapper nem sempre funcionaram. Em 2016, o músico não parou de provocar Kevin Durant, do Golden State Warriors. Só que o astro da NBA não sentiu a pressão e jogou muito, garantindo a vitória da equipe californiana.

Na saída da quadra, Drake deu uma trombada nas costas de Durant enquanto o jogador concedia entrevista.

Só que os dois "fizeram as pazes" em 2018. Em outra partida entre Raptors e Warriors, Durant cumprimentou Drake na saída da quadra e ainda deu a camisa para o rapper.

Drake x Kendrick Perkins

Na última temporada, o pivô Kendrick Perkins não gostou nem um pouco das provocações de Drake durante a partida. Após o Cleveland Cavaliers vencer os Raptors, o atleta americano foi tirar satisfação com o rapper e criou confusão no ginásio.

Reprodução/SN
Imagem: Reprodução/SN

Drake x Rodney Stuckey

Em 2016, quando Pacers e Raptors jogavam pelos playoffs, o ala-armador Rodney Stuckey se atrapalhou com a bola próximo ao rapper. Drake não deixou barato e aplaudiu de forma irônica o erro do jogador.

É impossível saber se a "catimba" de Drake funciona mesmo ou não. Mas o músico, pelo menos até agora, está feliz com o time. Ontem (21), os Raptors venceram os Bucks por 120 a 102 e empataram a final da Conferência Leste. Quem passar pega o Golden State Warriors na decisão da NBA.