Topo

UOL Esporte vê TV


Protagonista de nova novela da Globo se sentiu Avatar em visita aos Bulls

Beatriz Cesarini

Do UOL, no Rio de Janeiro

24/07/2019 04h00

Protagonista de "Bom Sucesso", próxima novela das 19h da "TV Globo", David Júnior dará vida a Ramon, um jogador de basquete que sonha em jogar na NBA. Para a construção do personagem, o ator visitou e gravou cenas no Chicago Bulls, nos Estados Unidos, e se sentiu no mundo do longa Avatar.

David Júnior teve como anfitrião o brasileiro Cristiano Felício. Com 1.84m de altura, o ator ficou impressionado com o tamanho não só dos atletas, mas de todos os funcionários da equipe norte-americana.

"Eu perguntei para o Felício se o ar era diferente lá em cima. O cara tem dois metros e 'blau'. Quando eu cheguei lá no Chicago Bulls parecia que eu estava no reino do Avatar. Eu, em pé, olhava para o povo assim", falou David focando o olhar para o alto durante papo exclusivo com o UOL Esporte no evento de lançamento de "Bom Sucesso", no Rio de Janeiro.

"É louco, porque o universo do basquete é assim, todo mundo que trabalha com basquete, já jogou basquete. Então o faxineiro é gigante, o árbitro é gigante, todo mundo é grande. Você fica impressionado, parece que o povo anda em outra velocidade", acrescentou o ator.

Durante as gravações em terras americanas, Felício caiu nas graças de todos os integrantes da equipe da novela. David Júnior exaltou a carreira do mineiro de Pouso Alegre e contou sobre a recepção no Chicago Bulls.

"O Felício é uma pessoa maravilhosa. Ele tem o coração gigante, é uma criança grande. Ele é muito afetuoso. Eu torço muito pela carreira dele, acho que ele representa muito a gente ali, no Brasil, na cidade dele de Minas. Foi muito bom trocar ideia com ele e ver que a gente vem de lugares parecidos e consegue alcançar sonhos na mesma medida", disse David.

A busca de um sonho na NBA

Divulgação/TV Globo
Imagem: Divulgação/TV Globo

O personagem de David, Ramon ganhará uma bolsa para estudar Educação Física e jogar nos Estados Unidos, deixando a família no Brasil com o intuito de conquistar o sonho na NBA e dar uma boa vida às pessoas que ama. Apesar disso, o jovem sofrerá uma lesão e acabará como roupeiro do Chicago Bulls.

"Eu amo esporte. Eu pratico esporte desde pequeno. Eu sei que um atleta é um doente andando. O que o atleta mais tem é lesão. O atleta vive lesionado, joga lesionado, ele treina lesionado, ele está sempre lesionado. A diferença é quando essa lesão é decisiva. Tem várias lesões que são rápidas e tem lesões que são para a vida inteira. Para um atleta é como se fosse 'game over' mesmo, fim de jogo. Ele não tem como jogar de novo, não tem como jogar mais. Psicologicamente é muito difícil", opinou David, que aposta na identificação dos fãs de basquete com a novela.

"Acho que a galera do basquete vai se identificar com 'Bom Sucesso', porque tem 'n' pessoas, 'n' jogadores do mundo inteiro que sonham em jogar na NBA, e o Ramon recebeu essa oportunidade de jogar nos Estados Unidos, que era um passo para chegar próximo a isso. Para quem ama o esporte é tipo paixão da vida. Assim como qualquer esporte, futebol, enfim. Quem ama o esporte, quem ama o ofício vai fazer de tudo por essa oportunidade. É como se fosse gravar em Hollywood, que é a referência do cinema mundial", comentou David.

Após cerca de 15 anos nos Estados Unidos, Ramon recebe a proposta de um cargo na comissão técnica dos Bulls, mas retorna ao Brasil após uma ligação de Paloma (Grazi Massafera), o grande amor de sua vida e mãe da sua filha.

"Ele tinha acabado de receber uma oportunidade de ser o técnico assistente do Chicago Bulls, quando ela liga dizendo que só tem seis meses de vida e que ele é o amor da vida dela, apesar de ter tido outro relacionamento e dois filhos desse relacionamento, o único e grande amor da vida dela foi ele. E aí ele tem que pesar de novo: primeira vez que ele colocou na balança: família ou sonho de vida. E agora ele volta de novo, só que na iminência da morte", explicou David.