ÁLBUM

Veja fotos
de diversas
competições




   15h57 - 17/07/2002

Ubiratan, ídolo do basquete brasileiro, morre aos 58 anos

Da Redação
Em São Paulo

O ex-jogador brasileiro Ubiratan Maciel, de 58 anos, morreu na manhã desta quarta-feira no Hospital das Forças Armadas, em Brasília. Ele estava internado em estado de coma desde fevereiro e teve falência múltipla dos órgãos.

Um dois maiores pivôs da história do basquete brasileiro, Ubiratan conquistou inúmeros títulos em mais de 20 anos de carreira.

Pela seleção brasileira, participou de cinco mundiais: foi campeão em 1963 (Brasil), medalha de prata em 1970 (Iugoslávia), e medalha de bronze em 1967 (Uruguai) e em 1978 (Filipinas).

O atleta conquistou ainda a medalha de bronze nas Olimpíadas de Tóquio (1964), e duas medalhas nos Jogos Pan-Americanos: prata em São Paulo (1963) e bronze em Porto Rico (1979). Ubiratan foi ainda tetracampeão sul-americano.

Além de brilhar com a camisa da seleção, Ubiratan fez a glória de várias equipes paulistas. Nos oito anos que jogou no Corinthians, conquistou cinco títulos estaduais (1964, 1965, 1966, 1968 e 1969), e o tricampeonato brasileiro (1965, 1966 e 1969).

Depois de duas temporadas na Itália, somou mais cinco titulos paulistas, pelo Sírio (1973), o tricampeonato pelo Palmeiras (1974, 1975 e 1976) e pelo T.C. São José dos Campos (1980).

Além disso, foi campeão brasileiro mais duas vezes: Palmeiras (1977) e T.C. São José dos Campos (1980).

Uma das maiores emoções da vida de Ubiratan foi ter sido indicado pela Federação Internacional de Basquete, por três anos consecutivos (1996, 1997 e 1998), para integrar o Hall da Fama do esporte.

"Meu nome não foi escolhido, mas só de estar entre os 20 melhores, tendo milhares de bons jogadores no mundo, me deixou muito feliz. Eu fui o único brasileiro a ser indicado pela Fiba", declarou Ubiratan, em uma de suas últimas entrevistas.

Para o presidente da Confederação Brasileira de Basketball (CBB), Gerasime Grego Bozikis, a morte de Ubiratan é uma perda irreparável para o esporte.

"Além de ter conquistado inúmeros títulos para o Brasil, Ubiratan contribuiu de forma decisiva para o crescimento e a divulgação do basquete no país e no mundo. Suas jogadas e cestas ficarão para sempre na memória. Perdemos um atleta e um companheiro que sempre vestiu e defendeu as cores do Brasil com o maior orgulho e dedicação", comentou o dirigente.



Comente esta notícia nos Grupos de Discussão UOL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

03/09/2007

20h22
Espanhóis comemoram boas atuações no Aberto dos EUA


20h14
Santos tira peso de favoritismo e prevê retomada contra o Inter


20h13
Jogadores do Bota lametam má fase de Dodô


20h10
Diretoria do Bota não teme Fifa e grupo diverge sobre Dodô


20h05
Blake segue sem vencer em partidas de cinco sets

MAIS BASQUETE

09/08/2010

19h59
Jogadores da seleção dos EUA recebem alerta de corte


19h28
Magnata anuncia interesse em comprar o Detroit Pistons


18h23
Joakim Noah negocia renovação de contrato com os Bulls


18h05
Allen diz que pensou em deixar Boston, mas comemora vinda de Shaq


17h45
Após novela, Rasheed Wallace deve se aposentar, diz empresário