UOL Esporte Beisebol
 
05/04/2010 - 07h02

Em tradição centenária, Obama se prepara para arremesso inicial da temporada

Das agências internacionais
Em Washington (Estados Unidos)

Há cem anos, William Howard Taft, destro e um pouco fora de forma, iniciou uma tradição. A partir dele, todos os presidentes dos Estados Unidos fizeram, pelo menos uma vez em suas gestões, o primeiro arremesso da temporada de beisebol do país. Nesta segunda-feira, será a vez de Barack Obama, canhoto e mais magro, ter esta honra na partida entre Washington Nationals e Philadelphia Phillies.

Por várias vezes no último século, o beisebol reinou em Washington, e o Congresso frequentemente entrava em recesso para que seus membros pudessem acompanhar o que se tornou conhecido como “a abertura presidencial”. De Taft a Richard Nixon, todos os presidentes dos EUA participaram ao menos de uma abertura em Washington.

Após uma ausência de 33 anos, o beisebol voltou a Washington em 2005, com George W. Bush fazendo o arremesso inaugural dos Nationals. Esta será a primeira vez na qual Obama participará da abertura da temporada. No ano passado, ele já havia feito o arremesso inicial no All-Star Game em St. Louis e notou que precisava treinar um pouquinho.

TRADIÇÃO

Em contraste com os arremessos ensaiados pelo presidente na era moderna, Taft parecia um pouco confuso. Após o juiz lhe entregar a bola, “ele a pegou com a luva como se não soubesse o que precisava fazer”, relatou a AP.

Taft acompanhou toda a partida, o que raramente fazem os presidentes hoje em dia, e os Nationals ganharam dos Athletics por 3 a 0. “Walter Johnson e o presidente Taft foram os brilhantes destaques do dia”, registrou o diário The Washington Post.

A tradição mudou durante o tempo. No começo, o presidente jogava a bola das arquibancadas para o arremessador inicial ou mesmo o juiz. Mais tarde, o presidente fazia um arremesso, cercado por meio de um batalhão de fotógrafos, e os jogadores das duas equipes disputavam para ver quem pegava a bola, que seria autografada pelo líder político.

Hoje, o presidente vai até a posição do arremessador e lança a bola para o catcher ou qualquer outro jogador. “É difícil pensar em tradições com cem anos, e participar de uma delas é algo realmente especial para nossa franquia, para todo nosso esporte, e é uma verdadeira emoção estar envolvido nisto”, afirmou Stan Kasten, presidente dos Nationals.

Alguns fatos curiosos marcaram a história da cerimônia. Franklin D. Roosevelt, dono de um recorde de oito arremessos iniciais, acertou a câmera de um fotógrafo de um jornal em 1940. Em 1962, Jim Rivera, do White Sox, pegou a bola arremessada por John F. Kennedy. Ao ver o autógrafo do presidente, o jogador não pensou duas vezes antes de pedir a JFK outro mais legível.

“Acha que posso ir a qualquer bar no sul de Chicago e realmente dizer que o presidente dos Estados Unidos assinou esta bola para mim? Seria posto para correr”, disse Rivera, conforme relato de David Condon, do Chicago Tribune. Kennedy, rindo, assinou a bola de novo.

“Não joguei beisebol de forma organizada quando era criança e, você sabe, acho que alguns destes movimentos não são tão naturais assim para mim”, disse o atual presidente dos EUA.

Desta vez, Obama se preparou com alguns treinos nos jardins da Casa Branca. “Assim como todos os grandes arremessadores, o presidente, que é canhoto, dedicou-se a um pequeno treino de primavera para seu arremesso em curva para o dia da abertura”, comentou Robert Gibbs, porta-voz da Casa Branca.

O arremesso de Obama no ano passado não foi dos melhores. Albert Pujols, primeira-base do Cardinals e futuro membro do Hall da Fama, salvou o presidente de um embaraço causado por um lançamento curto ao avançar para pegar a bola bem perto do chão.

Voltando a 1910, Taft teve uma ajuda semelhante de Walter Johnson, outro membro do Hall da Fama. “O arremesso foi um pouco baixo, mas Johnson esticou seu longo braço e pegou a bola antes que ela tocasse no chão”, descreveu The Associated Press na época.

A partida desta segunda-feira reviverá a abertura de 1910, quando o Washington recebeu o Philadelphia, mas os times não são os mesmos. O antigo time de Washington, conhecido tanto como Senators como Nationals, tornou-se o Minnesota Twins, em Minneapolis-St. Paul. O rival de 1910, o Philadelphia Athletics, agora joga em Oakland, Califórnia. Os atuais Nationals, que se mudaram de Montréal (Canadá), enfrentam o Philadelphia Phillies.

Algumas coisas não mudaram. Os novos Nationals ainda não tiveram uma temporada vencedora em cinco anos e, nos últimos dois, tiveram seu pior desempenho. Os velhos Nats começaram sua existência com nove temporadas fracassadas e terminaram em último em 1909.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host