Topo

Esporte


Mayweather vence em despedida, mantém invencibilidade e iguala recorde

John Locher/AP Photo
Imagem: John Locher/AP Photo

Do UOL, em São Paulo

13/09/2015 01h31

Uma carreira brilhante, com 49 vitórias em 49 lutas, chegou ao fim neste sábado, no MGM Grand Hotel & Casino, em Las Vegas. Floyd Mayweather venceu Andre Berto, igualou o recorde de Rocky Marciano e, segundo ele mesmo, encerrou a carreira aos 38 anos.

Mayweather, que recebeu 35 milhões de dólares (R$ 135 milhões) pelo combate, venceu por pontos, em decisão unânime (117-111, 118-110, 120-108). Ao fim do combate, ajoelhou-se no centro do ringue, enquanto boa parte do público vaiava.

O nocaute só esteve perto no último round. Sem uma boa sequência, Mayweather manteve o jejum de vitórias sem nocaute. O norte-americano, além disso, chegou a dançar e provocar Berto em vários momentos.

Mayweather mostrou a velha categoria de sempre ao se esquivar de quase todos os golpes de Berto, com uma sequência impressionante no 11º round. Berto, por sua vez, atingiu o campeão com mais força pela primeira vez apenas no quinto round da luta. 

Depois, na reta final do sétimo round, Berto desferiu alguns golpes seguidos em Mayweather. No intervalo, os dois chegaram a se encarar, precisando da intervenção do juiz do combate. Após o décimo round, o fato voltou a ocorrer.

No currículo de Mayweather estão os títulos de quatro categorias: super-pena, leve, meio-médio e médio-ligeiro, além da medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de 1996, em Atlanta. 

Poucos semanas depois, no dia 11 de outubro de 1996, o boxeador subiu no ringue pela primeira vez como profissional. Naquela ocasião, "The Money" venceu o mexicano Roberto Apodaca por nocaute.

Despedida?

A despedida dos ringues, no entanto, ainda é considerada uma incógnita por muitos fãs de boxe. Para ele, ainda existe a possibilidade de o boxeador voltar atrás na decisão, lutar mais uma vez e, em caso de vitória, bater o recorde de Rocky Marciano.

O próprio pai afirmou que a possibilidade existe. "Não posso dizer que Floyd não vai mais lutar, mas acho que ele vai lutar de novo. Se as coisas forem bem para ele e se as pessoas fazem o que tem que fazer, é mais provável que ele lute. É nisto que acredito", disse Floyd Mayweather, que tem o mesmo nome do filho.

O MGM Hotel tenta fazer Mayweather mudar de ideia e adiar sua aposentadoria. Para isso, até constrói uma nova arena para dar continuidade à trajetória do lutador no local.

Das 49 lutas profissionais, Mayweather fez 16 no MGM, sendo as 13 últimas consecutivas. A última luta longe de Las Vegas ocorreu em Portland, em novembro de 2005, contra o norte-americano Sharmba Mitchell.
 
Não seria a primeira vez que Mayweather faria isso. Em 2007, após vencer Ricky Hatton, ele decidiu que pararia. Mas voltou atrás em setembro de 2009 para vencer o mexicano Juan Manuel Márquez por pontos. Desde entaõ, o norte-americano lutou mais nove vezes.
 

Falta de nocautes

Mayweather conquistou 49 vitórias, com 26 nocautes. O fato gerou críticas nos últimos anos, pois o boxeador ganhou a maioria das suas últimas 20 lutas por pontos: foram 16 combates vencidos dessa forma. O último nocaute, inclusive, é controverso.

Em setembro de 2011, Mayweather derrotou Victor Ortiz, no quarto assalto, mas a decisão foi polêmica, porque Ortiz deu uma cabeçada em Mayweather e foi repreendido pelo juiz Joe Cortez. Ortiz se desculpou duas vezes. Na segunda, Mayweather desferiu dois golpes rápidos, logo após sua desculpa, e derrubou o oponente.

O nocaute anterior se deu em dezembro de 2007, quando "The Money" venceu o britânico Rick Hatton no décimo assalto. Desde então, Mayweather entrou dez vezes no ringue.

 

Mais Esporte