Esporte

Pacquiao perde contrato com a Nike após declarações homofóbicas

Reprodução
Manny Pacquiao, ao lado da esposa Jinkee Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

17/02/2016 14h00Atualizada em 17/02/2016 18h25

Após causar polêmica por se manifestar contra o casamento gay e dizer que homossexuais são "piores que animais", o boxeador filipino Manny Pacquiao perdeu seu contrato de patrocínio com a fornecedora de material esportivo Nike.

A empresa americana divulgou um comunicado nesta quarta-feira criticando duramente a posição do atleta. "Nós consideramos os comentários de Manny Pacquiao abomináveis. A Nike se opõe fortemente a qualquer tipo de discriminação e tem uma longa história de apoio e luta pelos direitos da comunidade LGBT. Não temos mais nenhuma relação com Pacquiao".

A relação entre Pacquiao e Nike existia desde 2006, mas não resistiu às declarações do pugilista a um programa de TV filipino. Com a repercussão negativa do caso, o atleta chegou a pedir desculpas nas redes sociais, mas não adiantou.

"Peço perdão por ter prejudicado gente comparando os homossexuais com animais. Ainda sou contra o casamento entre gente do mesmo sexo pelo que diz a Bíblia, mas não estou condenando os LGBTs", escreveu o boxeador em seu Facebook. Pacquiao também gravou um vídeo se desculpando (veja abaixo). 

Pacquiao é candidato a senador nas Filipinas nas eleições que acontecerão em maio deste ano.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo