UOL Esporte Ciclismo
 
26/07/2009 - 12h40

Alberto Contador confirma o bi, em Tour marcado por pódio de Armstrong

Do UOL Esporte
Em São Paulo
O espanhol Alberto Contador conseguiu desviar as atenções dos olhos do norte-americano Lance Armstrong e, mostrando muita superioridade sobre todos os seus rivais, confirmou neste domingo o seu bicampeonato da Volta da França. Na maior competição do ciclismo, Contador e o resto do pelotão apenas completaram os quase 3.500 km, com a chegada a Paris e ao tradicional Champs-Élysées. A vitória foi mais uma vez do britânico Mark Cavendish, sua sexta no Tour, mas não suficiente para ser o melhor sprintista.

Reuters
Contador só precisou cumprir tabela na 21ª etapa para garantir o bicampeonato do Tour
AFP
Pelotão chega ao Champs Elysees, no dia que encerrou a Volta da França de 2009
VEJA AS IMAGENS DA ÚLTIMA ETAPA
RELEMBRE A 20ª ETAPA DO TOUR-09
LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE CICLISMO
Contador foi o vencedor da Volta de 2007 e, após o título do compatriota Carlos Sastre em 2008, teve uma disputa interna para provar que poderia ser bicampeão. Dentro de sua equipe, a cazaque Astana, ele tinha ninguém menos que o Armstrong. O norte-americano voltou de aposentadoria após três anos, em busca do oitavo título na competição, já que venceu de 1999 a 2005.

O que deu o título ao espanhol - o 12º para o seu país e o quarto consecutivo - foi sua regularidade e a facilidade em pedalar bem em todas as etapas. Contador venceu pela primeira vez na 15ª etapa do Tour 2009, já mostrando sua força nos trechos de montanhas e longas escaladas. Além desta etapa, ele também foi o melhor no contra-relógio do 18º dia de competição, quando venceu por apenas três segundos o campeão olímpico Fabian Cancellara.

Contador festejou o título já pensando na próxima edição do Tour. Ele não escondeu as dificuldades com a tensão dentro da Astana, ao lado de Armstrong. "Estou contentíssimo por ter conquistado este segundo Tour. Foi especialmente difícil para mim e, por isso, tem um sabor especial. Voltarei para cá com uma equipe que pensa única e exclusivamente em mim", afirmou ele. Lance Armstrong também não correrá pela Astana em 2010, já que fundará novo time, 100% norte-americano.

Além dos dois títulos da Volta da França, o ciclista espanhol ainda coleciona outros feitos. Com os títulos da Volta da Espanha e do Giro d'Itália de 2008, o único grande resultado que ainda falta a ele é vencer as três maiores provas da temporada em um mesmo ano, o que é uma tarefa bem mais complicada.

Já Lance Armstrong garantiu a terceira colocação no Tour, um grande resultado para um atleta que voltou há seis meses da aposentadoria. O norte-americano chegou a ficar à frente do companheiro na classificação, mas não teve forças para se manter com distância na tabela. Ainda assim, sempre se manteve entre os primeiros e perdeu a segunda colocação apenas para o luxemburguês Andy Schleck.

A etapa deste domingo, que pelo código de ética do Tour não chega a valer na briga pela classificação geral - alterações acontecem apenas no caso de acidente do líder -, teve 164 km, partindo da cidade de Montereau-Fault-Yonne em direção à capital francesa. Assim, Contador levantou a banheira espanhola e até brindou com champanhe no percurso.

Com a chegada a 50 km para o fim do percurso é que começou a real disputa, com a primeira fuga e Thor Hushovd disputando com Mark Cavendish a camiseta verde, de melhor sprintista. Mesmo com as cinco vitórias de Cavendish em etapas do Tour, Hushovd chegou à etapa com grande vantagem e precisava ser apenas 16º para garantir a conquista.

Depois de o pelotão neutralizar a fuga, não deu para mais ninguém. Mark Cavendish disparou na frente já no quilômetro final e não teve adversários para completar sua sexta vitória na competição este ano. Hushovd chegou em seguida e manteve seu posto.

De olho no doping
O Tour acabou, mas os trabalhos seguem para os laboratórios. A agência francesa antidoping informou que reavaliará algumas das amostras de sangue colhidas durante a competição nesta temporada. Cerca de 15 ciclistas, não identificados, terão reavaliações em relação aos testes.

A maioria das suspeitas é da presença do estimulante Cera, uma evolução do EPO, que desde 2008 apareceu fortemente entre os ciclistas. Neste ano, ainda não houve nenhum resultado positivo para doping, nos exames realizados durante a competição. Em 2008, foram seis.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host