COPA 2002

Veja as fotos da final do Mundial




   17h29 - 13/06/2002

Apesar da decepção, jogadores uruguaios são recebidos como heróis em Montevidéu

Das agências internacionais
Em Montevidéu (Uruguai)

Os jogadores da seleção do Uruguai, eliminada na primeira fase da Copa do Mundo da Coréia do Sul e do Japão, foram recebidos como heróis no aeroporto de Carrasco, em Montevidéu, capital do país, apesar do decepcionante desempenho na Copa.

Centenas de pessoas, entre familiares, amigos, torcedores, jornalistas e fanáticos pela Celeste aplaudiram, vibraram e pediram autógrafos a cada jogador que saía pela sala de embarque.

O polícia teve que montar um esquema especial de segurança para viabilizar a saída dos jogadores do terminal, cujas entradas estavam cheias de torcedores. À medida que passavam pela multidão, os jogadores foram conversando com os jornalistas.

O atacante Morales, do Nacional, autor do primeiro gol no empate em 3 a 3 contra Senegal, disse que a calorosa recepção "nunca poderá ser esquecida". "Os uruguaios são os únicos que sabem ver essas coisas", completou.

O volante Gianni Guigou, da Roma, da Itália, que atuou nos dois primeiros jogos do Mundial - contra Dinamarca e França -, disse que "lamentavelmente a Copa durou poucos dias para nós". "Começamos mal, e isso não pode acontecer num Mundial", completou.

O meia-atacante Alvaro Recoba, da Inter de Milão, da Itália, justificou as discussões entre os jogadores durante os jogos como uma demonstração de garra. "Caso contrário, seríamos uma equipe morta. Somos assim, e demonstramos a todos", enfatizou.

"É bom ser recebido assim, mas seria mais bonito ainda se tivéssemos conseguido a classificação. Não foi possível, e estamos tristes por isso. Quando acreditamos na vaga, era tarde demais", disse "El Chino", com voz amargurada.

Recoba, no entanto, já faz planos para o futuro. "Somos uma seleção jovem. Podemos jogar as próximas Eliminatórias e, oxalá, a próxima Copa.

O goleiro Fabián Carini, da Juventus, da Itália, disse apenas que a equipe "tratará de ir melhor na próxima vez", ou seja, no Mundial de 2006, na Alemanha.

Do grupo de 23 jogadores, 20 desembarcaram em Montevidéu. Paolo Montero, da Juventus, da Itália, Federico Magallanes, do Venezia, da Itália, e Nicolás Olivera, do Sevilla, da Espanha, saíram do Japão diretamente para suas respectivas casas da Europa.

Para ler mais sobre a campanha do Uruguai na Copa, clique aqui.



Comente esta notícia nos Grupos de Discussão UOL




12/05/2006

13h25
Quem serão os convocados de Parreira?


27/04/2006

21h39
Ingressos para os jogos do Brasil na 1ª fase da Copa se esgotam


29/03/2006

13h29
Guia da Copa do Mundo tem bandeira croata da era comunista


15/06/2004

10h56
Cinco torcedores alemães presos na cidade do Porto


27/10/2003

17h50
Técnico do Uruguai cutuca Parreira e aposta em vitória sobre o Brasil


14/09/2002

08h22
História do penta vira livro, narrada pelo "professor" Felipão


18/08/2002

18h34
Seleção chega a Fortaleza nesta segunda


17h38
Lúcio será cortado do amistoso da Seleção