UOL Esporte - Copa 2006UOL Esporte - Copa 2006
UOL BUSCA

A CAMPANHA ITALIANA


EFE/Arte UOL

09/07/2006 - 17h45

Da Redação
Em São Paulo
O quarto título mundial da Itália veio com uma filosofia diferente da tradição do futebol do país. Em 2006, a "Azzurra" foi mais ofensiva e envolvente do que sua reputação de retranqueira sugere. Mesmo assim, a defesa foi forte, com o goleiro Buffon e o zagueiro e capitão Cannavaro se destacando. Sem maiores sustos e percalços, a Itália chegou à final. E, na grande decisão, superou a França e o medo dos pênaltis para entrar para a história como as equipes campeãs em 1934, 1938 e 1982.

  • Veja fotos dos jogos da Itália na Copa de 2006

  • Primeira Fase
    EFE
    Pirlo se empolga ao comemorar seu belo gol de fora da área na estréia italiana
    Itália 2 x 0 Gana
    A "Azzurra" estreou na Copa em clima de incerteza por causa dos escândalos de corrupção no Campeonato Italiano. Mas, em campo, o time anulou a velocidade e força de Gana. Pirlo fez o primeiro gol num chute de fora da área. Iaquinta marcou o segundo.
    Leia mais sobre este jogo
    AFP
    De peixinho, Gilardino (caído) tira do alcance do goleiro Keller e faz o gol
    Itália 1 x 1 EUA
    Jogo tenso. Gilardino fez o gol italiano. O dos EUA foi de Zaccardo, contra. Ele chutou para trás ao "cortar" um cruzamento. De Rossi foi expulso por dar cotovelada em McBride e foi suspenso por quatro jogos. Também foram expulsos dois americanos.
    Leia mais sobre este jogo
    EFE
    Materazzi acerta uma forte cabeçada para abrir o placar contra a equipe tcheca
    Itália 2 x 0 Rep. Tcheca
    Num grupo equilibrado, a Itália seria eliminada se perdesse. Mas não deu chance aos tchecos. Materazzi fez 1 a 0 de cabeça. No 2º tempo, Inzaghi liquidou os tchecos ao driblar o goleiro Cech e marcar o segundo. Os italianos garantiram o 1º lugar do Grupo E.
    Leia mais sobre este jogo
    Oitavas-de-final
    EFE
    Com um chute potente, Totti faz, de pênalti, o gol da classificação da Itália
    Itália 1 x 0 Austrália
    A Itália teve problemas diante da forte marcação da Austrália, 2ª do Grupo F (o mesmo do Brasil). A vitória chegou num lance polêmico, nos descontos do 2º tempo: Grosso caiu na área ao esbarrar em Neill; o pênalti foi marcado e Totti fez o gol da vitória aos 50min.
    Leia mais sobre este jogo
    Quartas-de-final
    EFE
    O terceiro gol, feito por Toni, na vitória sem maiores sustos contra a Ucrânia
    Itália 3 x 0 Ucrânia
    Superior na maior parte do jogo, a Itália fez o primeiro gol com um chute de longe de Zambrotta no 1º tempo. No começo do 2º tempo, a Ucrânia assustou e acertou a trave italiana. Mas, em contra-ataques, Toni fez o segundo e o terceiro, garantindo a vaga nas semifinais.
    Leia mais sobre este jogo
    Semifinal
    EFE
    Nos descontos da prorrogação, Del Piero desloca Lehmann para fazer o 2º gol
    Itália 2 x 0 Alemanha
    Vitória épica sobre os donos da casa. Apesar de defesas importantes de Buffon, a Itália foi melhor sempre. Na prorrogação, Gilardino e Zambrotta acertaram a trave. Grosso marcou num chute de curva a um minuto do fim. Nos acréscimos, Del Piero fez 2 a 0.
    Leia mais sobre este jogo
    Final
    Reuters
    Jogadores italianos comemoram o gol
    de Materazzi, que empatou a partida
    Itália 1 x 1 França
    A Itália venceu o seu maior medo, a disputa de pênaltis, e conquistou o tetracampeonato mundial. No tempo normal, depois de sair perdendo, a Azzurra empatou com Materazzi. Na prorrogação, contou com a expulsão de Zidane para levar a partida para os pênaltis.
    Leia mais sobre este jogo

    SELEÇÕES