UOL Esporte - Copa 2006UOL Esporte - Copa 2006
UOL BUSCA

Especial Volantes

Rubes Chiri/Agência Perspectiva
06/07/2006 - 08h10

Sem "camisas 10", Copa do Mundo consagra volantes como principais protagonistas

Da Redação

Em São Paulo

Numa Copa com um dos mais baixos índices de gols da história (2,27 depois dos jogos da semifinal), em que raros foram os meias ofensivos e atacantes que conseguiram projeção individual, quem assumiu o protagonismo do Mundial da Alemanha foram os habitualmente coadjuvantes volantes.

ANDREA PIRLO (ITÁLIA)

Reuters
12,2 desarmes por jogo
5,3 lançamentos por jogo

GENNARO GATTUSO (ITÁLIA)

EFE
15,6 desarmes por jogo
47,8 passes certos por jogo

MANICHE (PORTUGAL)

Reuters
8,5 desarmes por jogo
3,7 finalizações por jogo

PATRICK VIEIRA (FRANÇA)

AFP
15,5 desarmes por jogo
35 passes certos por jogo

TORSTEN FRINGS (ALEMANHA)

AFP
13,2 desarmes por jogo
44,4 bolas recebidas por jogo

ZÉ ROBERTO (BRASIL)

AFP
9,2 desarmes por jogo
35 passes certos por jogo

TRANQUILO BARNETTA (SUÍÇA)

AFP
8,8 desarmes por jogo
4,5 jogadas de linha de fundo
Nomes como os italianos Andrea Pirlo e Gennaro Gattuso, o francês Patrick Vieira, o português Maniche, o alemão Torsten Frings, o suíço Tranquillo Barnetta e até o brasileiro Zé Roberto deixaram para trás a fama de "brucutu" que a posição historicamente convive para fazer uma grande Copa, ofuscando ocasionalmente as figuras mais famosas de suas respectivas seleções. Todos eles se destacaram nas estatísticas, com boas médias por jogo (veja os quadros ao lado).

Com senso de marcação desenvolvido, esse grupo de volantes acabou assumindo também um papel destacado na organização ofensiva, fazendo a bola chegar ao ataque e dando ritmo ao trabalho de meio-campo.

Vieira e Zé Roberto, por exemplo, foram eleitos os melhores em campo nesta Copa pelo grupo de estudos técnicos da Fifa em duas oportunidades. Já Pirlo ganhou o prêmio três vezes, inclusive na final da Copa. Maniche e Gattuso também foram agraciados.

A Suíça, que conseguiu o feito de ser eliminada na Copa sem sofrer nem um gol sequer em quatro partidas, teve Barnetta como destaque defensivo e ofensivo no meio-campo. O jogador terminou o Mundial com médias de 8,8 desarmes e 4,5 jogadas de linha de fundo por jogo.

A Alemanha, por sua vez, contou com grande desempenho de Frings durante o Mundial. Mas, suspenso pela Fifa por brigar com argentinos fora de campo, o jogador acabou suspenso justamente da semifinal, na única derrota dos anfitriões na competição.

Na campeã Itália, Pirlo é um jogador que carrega certa badalação desde as categorias de base da seleção. Na última Olimpíada, por exemplo, o volante do Milan era praticamente o dono da equipe que conquistou a medalha de bronze.

A surpresa entre os destaques da seleção do técnico Marcelo Lippi nesta Copa é realmente Gattuso. Tido como volante exclusivamente destruidor, o camisa 8 da Azzurra se destacou no Mundial em outras funções, com quase 100% de aproveitamento de passes e avanços ofensivos, atestado pela estatística de 3,4 faltas recebidas por jogo.

Durante a competição, Gattuso rebateu a afirmação de um jornalista de que era o símbolo da Copa, afirmando que é um jogador esforçado que não pode ser comparado a Ronaldinho ou Francesco Totti.

Mas, de fato, nessa Copa em que os volantes se destacaram em abundância sem precedentes, quase nenhum meia armador "camisa 10" conseguiu projeção. O nome que furou a tendência tática de 2006 foi o veterano Zinedine Zidane, que depois de uma temporada de despedida irregular pelo Real Madrid mostrou no Mundial que ainda podia ser decisivo.

O francês, na condição de último "camisa 10" legítimo remanescente da década passada, não tem uma nova geração de meias armadores surgindo para lhe suceder na competição que marca o encerramento de sua carreira.

O brasileiro Ronaldinho Gaúcho e o argentino Juan Román Riquelme foram dois dos teóricos sucessores de Zidane que acabaram tendo performances na Copa abaixo da expectativa internacional.

Na ala de "camisa 10" mais experientes, a grande decepção foi o tcheco Pavel Nedved, que não correspondeu às expectativas e caiu com sua seleção ainda na primeira fase.

SELEÇÕES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

10/07/2010

20/12/2006

15/12/2006

25/08/2006

20/07/2006

14/07/2006

13/07/2006